X

López: 'Andy não queria o convite para não tirá-lo de outros britânicos'

Sábado, 15 de junho 2019 às 13:49:03 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Parceiro do escocês Andy Murray em seu retorno ao circuito, após seis meses lutando para se recuperar de uma lesão no quadril, o espanhol Feliciano López concedeu uma entrevista ao jornal britânico Metro e falou sobre o tempo de parar e a forma do parceiro.



Aos 37 anos, Feliciano vice possivelmente o último ano da carreira e disse que ainda não está certo sobre isso: "Pensava que poderia ser meu último ano e agora penso em jogar o próximo ano. Não é fácil saber quando é o tempo certo de parar. Eu amo jogar e sigo em forma. Sou o diretor do torneio de Madri, o que me joga para os bastidores. Tenho muito sobre o que pensar", pontuou.

"Quero dizer como estou feliz com a volta do Andy, livre de dores. Não era nada bom vê-lo sofrer, mas desde a segunda cirurgia ele está sem dor e isso é o mais importante. Estava falando com seu treinador, Jamie Delgado, e ele me perguntou sobre jogar junto. Depois tivemos que esperar para ver se nossos rankings seriam suficientes. Andy não queria um convite, porque ele não queria tirar isso de outros jogadores britânicos. Felizmente, nós fomos a última dupla a entrar! Estou muito empolgado com isso. Andy é um cara ótimo e será muito especial pra mim tê-lo ao meu lado, quando ele fizer seu retorno", declarou o espanhol ao ser questionado da parceria de Murray.

Sobre as performances de Andy Murray nas duplas, Feli falou: "Ele é realmente bom. Olhe para alguns resultados que ele teve com seu irmão. Isso é divertido porque desde que sabíamos que íamos jogar junto ele me enviou mensagens de texto sobre meu resultado em Surbiton (Queen's).Ele é muito competitivo! Nós precisaremos praticar juntos o máximo que pudermos para estarmos prontos".