X

Soares e Melo analisam performance ruim e rivais sólidos como razão da derrota

Sábado, 02 de fevereiro 2019 às 21:00:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Marcelo Melo e Bruno Soares conversaram com a imprensa após a derrota nas duplas no confronto contra a Bélgica e ali comentaram que tanto as condições do Sabiazinho e a boa apresentação dos rivais foram combustíveis da derrota. 



"A partida foi decidida no saque. A gente estudou bem eles, mas eles sacaram muito bem o jogo inteiro. Acho que é a primeira partida em que eu e o Marcelo jogamos que não tivemos nenhum break point. Um dos meus golpes mais fortes é a devolução e eu devo ter encaixado três ou quatro devoluções, no máximo, em um jogo de dois sets", reconheceu Bruno Soares após a partida.

Marcelo Melo, que fez seu primeiro jogo oficial em 2019 após se recuperar de lesão nas costas, não acredita que sua falta de ritmo tenha sido preponderante: "[A] Falta de ritmo pode ter sido um ponto ou outro, mas não acredito que foi determinante para a nossa derrota. O que foi determinante foram as condições de jogo e que eles atuaram muito bem. Um canhoto que sacou incrivelmente e eles conseguiram quebrar a gente”.
A dupla dona do recorde em vitórias consecutivas pela Copa Davis com 13 vitórias consecutivas, Bruno Soares e Marcelo Melo lamentaram a derrota, tanto na partida de duplas quanto no confronto num geral.

Na coletiva a dupla ainda destacou que a quadra no Sabiazinho, em Uberlândia, estava muito rápida, o que também influiu na partida.