X

Carrasco do Brasil dedica vitória a seu pai, falecido há um ano

Sábado, 02 de fevereiro 2019 às 18:30:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Em entrevista em quadra, após superar Thiago Monteiro, o belga Kimmer Coppejans, que também venceu Rogerio Dutra Silva na sexta-feira, dedicou a vitória a seu pai, que faleceu há um ano. Tenista mostrou-se consciente de que pode não jogar a final.



"Obviamente, eu não poderia estar mais feliz. Eu também acho que uma motivação extra foi o meu pai que faleceu no inverno passado. Eu acho que definitivamente foi algo extra para dar tudo para dar tudo em quadra, para dar tudo para esse time incrível. Espero que ele fique orgulhoso onde quer que esteja", declarou.

Coppejans ainda destacou que o barulho da torcida não fez muita diferença: "É preciso entender que eles estão aqui para torcer por seu país e por seus compatriotas. Eu preciso apenas entender isso e jogar meu tênis.

Ao ser perguntado sobre o que esperar para o confronto do grupo Mundial no fim do ano em Madri, na Espanha, Coppejans disse que ainda nem sabe se lá estará escalado para jogar ou sequer convocado, numa alusão aos tenistas que estão melhor colocados que ele no ranking e que por diferentes rasões não participaram da disputa, David Goffin, Steve Darcis e Ruben Bemelmans, mas considerou: "Estou escalado para aqui e aqui demos tudo para classificar nosso país", resumiu.