X

Djokovic atropela Pouille e faz sétima final em Melbourne

Sexta, 25 de janeiro 2019 às 08:29:01 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Com uma atuação praticamente irrepreensível, o sérvio Novak Djokovic, atual líder do circuito da ATP, anotou sua sexta vitória no Australian Open 2019 e garantiu a vaga para sua sétima decisão no primeiro Grand Slam da temporada.



O triunfo veio contra o francês Lucas Pouille, 30º do ranking e estreante em semifinais de Grand Slam, em uma tranquila partida de 1h23 de duração e com parciais de 6/0 6/2 6/2. Na decisão domingo, buscando o heptacampeonato e a manutenção dos 100% de aproveitamento em finais em Melbourne, Djokovic terá em seu caminho o espanhol Rafael Nadal.

Este será o 53º duelo entre os dois tenistas, que configuram a maior rivalidade da história do tênis em números. O sérvio lidera o confronto direto com 27 vitórias e 25 derrotas. Em Grand Slams são 9 vitórias para Djokovic, sendo quatro delas em finais. Apenas uma destes duelos foi na Austrália, no ano de 2012, com vitória do sérvio na decisão.

Djokovic teve um pouco de trabalho ainda no primeiro game, mas conseguiu a manutenção de seu serviço. Já no game seguinte, veio a primeira quebra. Com 2/0 no placar, o sérvio tomou total controle da partida e imprimiu um ritmo que anulou o francês, anotando outras duas quebras e liquidando o primeiro set por 6/0, em apenas 22 minutos.

Com o pé no acelerador, Djokovic voltou a quebrar o saque de Pouille no segundo set, abrindo 3/1 no placar. O francês bem que tentou se virar como pôde, mas o volume de jogo do sérvio foi maior e ele acabou tendo uma nova quebra de saque, no oitavo game, para fechar a parcial por 6/2.

No terceiro set uma repetição do panorama do segundo. Djokovic abriu com a quebra no quarto game e administrou bem a vantagem. Com 5/2 no placar para o sérvio, Pouille chegou a ter chances de confirmar seu saque, mas sem sucesso, sofrendo nova quebra e perdendo a parcial — e o jogo — por 6/2.