X

Raonic domina Zverev e volta às 4ªs em Melbourne

Segunda, 21 de janeiro 2019 às 03:50:27 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O canadense Milos Raonic, 17º do ranking da ATP, não tomou conhecimento do alemão Alexander Zverev, quarto, e se garantiu nas quartas de final do Australian Open, onde aguarda definição de rival. Esta é a 4ª vez de Raonic nas 4ªs em Melbourne



Leia mais:

Zverev amplia registro de nunca ter vencido um top 20 no Grand Slam

VÍDEO: Zverev tem ataque de fúria durante jogo contra Raonic e revive Bagdhatis

Raonic precisou de 1h59 para fechar o placar em 6/1 6/1 7/6 (5) tendo convertido 15 aces contra seis do alemão, que cometeu 10 duplas-faltas contra uma do canadense, que disparou 24 bolas vencedoras contra 23 de Zverev, que disparou 21 bolas vencedoras contra 45 de Milos Raonic.

Em um jogo nervoso, Zverev buscava igualar sua melhor campanha em um torneio do Grand Slam, que foi quartas de final em Roland Garros 2018 e deixar para trás o fantasma de que mesmo favorito não consegue avançar neste tipo de torneio. Milos Raonic, por sua vez, entrou como o melhor sacador do torneio até então e buscando as quartas de final em Melbourne pela quarta vez na carreira.

Mais experiente no calor australiano, Raonic não deu muitas chances ao jovem alemão, que abriu quebrando o saque do canadense, tomou a devolução e um "pneu moral" sendo quebrado ainda no quarto e sexto games do primeiro set.

Na segunda etapa, pouca coisa mudou para o alemão, que saiu quebrado, tomou nova quebra no quinto game, por seguir trabalhando com pouca variação e refém dos slices e saques abertos do canadense. Neste momento, frustrado sem conseguir responder o rival, Zverev teve um ataque de fúria e destruiu uma raquete (confira aqui o vídeo).

O "desabafo" fez bem ao alemão que passou a se encontrar em quadra, sacou melhor e trabalhou firme com forehand, tanto empurrando Raonic da linha de base, quanto o atraindo para a rede. A tática funcionou para salvar dois match-points no décimo game e um terceiro no tiebreak, mas o saque firme de Raonic fez-se soberano.

Na busca de igualar sua melhor campanha na Austrália, semifinal em 2016, Raonic aguarda pelo vencedor da partida entre o croata Borna Coric e o francês Lucas Pouille.

Zverev, por sua vez, deixa Melbourne com um recorde amargo (confira).