X

Osaka vira sobre Sevastova e vai às 4ªs em Melbourne pela 1ª vez

Segunda, 21 de janeiro 2019 às 01:06:23 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A campeã do Us Open, a japonesa Naomi Osaka, quarta da WTA, virou contra a letã Anastasjia Sevastova, 12ª, e se garantiu nas 4ªs do Australian Open, onde encara a ucraniana Elina Svitolina. Esta já é a 2ª melhor campanha da japonesa em um Slam.



Leia mais:

Osaka revela inspiração em Tsitsipas e Tiafoe para buscar vitória na Austrália

Osaka precisou de 1h47 para fechar a partida em 4/6 6/3 6/4 tendo convertido sete aces contra quatro da letã, que cometeu 21 erros não forçados contra 42 da japonesa, que disparou 51 bolas vencedoras contra 22 de Sevastova.

Trabalhando bem com variações, Sevastova trabalhou com bolas longas e curtas, deixou a japonesa confusa e conquistou quebra crucial no terceiro game, abriu 3/1 e administrou a disputa vendo a japonesa cometer mais erros, inclusive vendo-se obrigada a salvar breakpoint no sétimo game, seguiu sólida e saiu em vantagem.

Já na segunda etapa a japonesa passou a lidar melhor com as variações da letã, encaixou melhor as devoluções de saque e conquistou a quebra de saque no sexto game, após Sevastova ficar na rede, abriu 5/2 e administrou. Sacando para o set, Osaka salvou um belíssimo ponto, após 23 trocas e logo fechou o set em dois erros da letã.

Na terceiro set, Osaka passou a forçar a devolução, quebrou no primeiro game, fez 2/0 e viu a letã salvar breakpoint no terceiro game. No seguinte, a japonesa se viu em apuros, precisou salvar quatro breakpoints no sexto game, acabou quebrada, mas voltou a quebrar a Sevastova no game seguinte, abriu 5/3 e administrou.

A pupila de Sascha Bajin chega às quartas de final do Australian Open pela primeira vez na sua carreira e já registra sua segunda melhor campanha em um torneio do Grand Slam.

Nas quartas, a campeã do US Open encara a ucraniana Elina Svitolina, que vem de vitória sobre a norte-americana Madison Keys em 6/2 1/6 6/1. Osaka e Svitolina já se enfrentaram cinco vezes no circuito profissional, com três vitórias para a ucraniana, uma delas pela chave do Australian Open 2016.