X

Dois franceses são detidos por manipulação de resultados

Quarta, 16 de janeiro 2019 às 13:32:48 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Continuam os desenrolares das investigações de manipulações no esporte. Na última terça-feira, dois atletas franceses foram detidos, acusados de participarem de uma rede internacional. A casa caiu para Jules Okala e Mick Lescure.



Diretor-geral de tênis na França, Jean-François Vilotte disse, em entrevista ao grupo de rádio francês "France Info", que essa rede, provavelmente, é originária da Bélgica e que não tem ligação com o local onde os dois jogadores foram detidos.

Vilotte cita ainda que a luta contra o assédio aos atletas nas competições se tornou uma prioridade criminal e judicial. Para ele, a operação policial é "uma boa notícia".

Os Investigadores suspeitam que Okala, de 21 anos de idade e que ocupou o 381° lugar da ATP em 2016, e Lescure, de 25 anos e número 487 do mundo em 2018, receberam dinheiro para serem derrotados em Futures ou Challengers entre 2015 e 2018. Eles foram detidos pouco antes de participarem de um torneio future.

A prisão dos dois faz parte de um procedimento internacional que investiga dezenas de jogadores desde 2014. As autoridades acreditam que o caso tem relação com um homem de origem armênia chamado Grigor, conhecido como "Mestre", que foi preso em junho na Bélgica e é acusado de vários crimes, incluindo corrupção, lavagem de dinheiro, falsificação e crime na legislação do esporte.

Fontes citadas pela France Info indicaram que os alvos são os jogadores posicionados entre 200 e 800 no ranking da ATP. Não há suspeita de envolvimento de tenistas do alto escalão.