X

Osaka diz ter certeza de que Serena é a mulher a ser batida

Sexta, 11 de janeiro 2019 às 23:50:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Atual campeã do US Open, a japonesa Naomi Osaka chega à Melbourne com status de estar entre as favoritas ao título do Australian Open, mas segue com os pés no chão. Espontânea, Osaka disse que perdeu um possível amigo com a retirada de Murray.



Em uma coletiva marcada pela espontaneidade e alegria já marcantes da jovem japonesa, Osaka contou aos jornalistas que vê poucas mudanças em sua vida desde a conquista do US Open, que se resumem em mais pessoas querendo fotos e ela sendo levada à salas de imprensa. "Acho que seria um pouco estranho se eu mudasse em três meses", confessou.

Fã de Serena Williams, a quem derrotou na final em Nova York, a jovem foi questionada se acreditava que as demais mulheres do circuito veem a norte-americana com a pessoa a ser batida. "Tenho certeza. Mas há um grupo de jogadoras que eu acho que todo mundo acha que é muito difícil jogar contra, especialmente em Grand Slams", comentou ela, que disse ainda que não conversa muito no vestiário e então não poderia falar sobre o que as rivais pensam.

Ao ser questionada sobre como recebeu a notícia da aposentadoria de Andy Murray, Osaka pontuou: "É meio estranho quando as pessoas anunciam que vão se aposentar. Me senti muito triste porque nunca falei com ele antes de Brisbane. Então começamos a conversar. Ele foi tão legal. Ele é uma pessoa super legal. Agora eu sinto que perdi - ele não é amigo - mas perdi alguém que poderia ser um amigo. Eu sei que ele também motivou tantas pessoas. Isso foi meio triste".

Osaka ainda falou da relação com a imprensa e de que tem um pouco de receio de coletivas de imprensa. Ao ser questionada sobre a local Ashleigh Barty, a japonesa aproveitou a oportunidade de aclarar que realmente admira a australiana. "Eu disse que ela é incrível e as pessoas tomaram como uma fala sarcástica, coisa que eu não sou. Ela é realmente incrível e talentosa".