X

'Jogo para ganhar torneios', diz Nishikori, após título em Brisbane

-->
Domingo, 06 de janeiro 2019 às 13:41:08 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O domingo marcou o fim de quase dois anos de seca de títulos na ATP para o japonês Kei Nishikori. Depois de levantar o troféu do ATP 250 de Brisbane, na Austrália, ele enfatizou sua insaciável busca pelas conquistas no circuito.



Veja mais:

Nishikori vence, em Brisbane, primeiro ATP em quase dois anos

 

"Ganhar o torneio é muito emocionante. É por isso que estou jogando. Estava tentando em todas as finais e em todos os torneios. Joguei um grande jogo contra o Dimitrov (nas quartas de final) e a partida de hoje foi outra boa partida de tênis", iniciou Kei, que vinha de uma sequência de 10 vice-campeonatos desde o título no ATP 250 de Memphis em fevereiro de 2016.

"Com certeza, é um começo melhor (de ano) porque sinto que esse torneio é sempre o início do ano. Jogar com esses caras, esses grandes jogadores, sempre me motiva. Jogar bom tênis e estar muito feliz e saudável é uma das melhores chaves para mim", falou, lembrando do início de temporada em challengers em 2018, após voltar de lesão no pulso direito.

A grande decisão do evento australiano nesta manhã foi contra o jovem russo Daniil Medvedev, de 22 anos e 16° do ranking, em que Nishikori venceu por 6/4 3/6 6/2 em 2h04. O nipônico enalteceu seu adversário e a dura partida.

"No segundo set eu estava esperando demais e não consegui converter todas as chances que tive. Ele se saiu muito bem no 4-3. Daniil assumiu o risco e se saiu bem. No terceiro set, comecei a jogar um pouco mais dentro (da quadra) e a bater mais. Quando percebi que tinha que fazer algo diferente para vencer este jogo, acho que fiz uma mudança muito boa. Acho que voltei bem. Essa foi a maior chave. Consegui devolver fundo e acho que dei a ele um pouco de pressão", explicou. Sobre Medvedev, garantiu: "Tenho certeza que o Daniil vai estar no Top 10 em breve".

Com as respectivas campanhas, Nishikori recebeu 250 pontos no ranking e mais US$ 90.990 mil em prêmios, por levantar o troféu. Medvedev ganha 150 pontos e recebe US$ 49.205 mil.