X

Bruno Soares com altas expectativas para o ATP Finals

Terça, 06 de novembro 2018 às 13:54:36 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Bruno Soares e Jamie Murray conheceram seus adversários no ATP Finals. No torneio que reúne as oito melhores duplas da temporada na Arena O2, em Londres, o brasileiro e o britânico, que foram semifinalistas nas últimas duas edições.



"A expectativa é a maior possível. É o melhor torneio do ano, na quadra em que todo mundo quer jogar. É onde a gente sonha estar no começo da temporada e estamos aqui, de volta. Agora é treinar bastante nesta semana para se adaptar com essas condições. O bom daqui é que é o único torneio do ano em que a gente realmente tem tempo de se preparar no local, então é fazer uma boa semana de treino e ir com tudo no domingo," disse Soares, animado por estar mais uma vez entre os melhores e destacando a preparação que já vem sendo feita na capital inglesa.

A partida de estreia de Bruno e Murray acontecerá no primeiro dia de competição, no domingo (11), abrindo a programação do Finals. "Muito legal que vamos jogar no domingo, abrindo o evento. Aqui não tem muito o que escolher, não. São as oito melhores duplas da temporada e, pra onde cair, é porrada. A gente estreia contra Klaasen/Venus e, no confronto direto, está 2 a 1 pra gente, com todos os jogos bem duros," relatou o mineiro, que não espera vida fácil no último torneio da temporada.

No ATP Finals, as oito duplas classificadas são divididas em dois grupos e os times se enfrentam pela primeira e segunda colocação, que dão vaga para as semifinais. Além do brasileiro e do britânico, o Grupo Llodra/Santoro também conta com os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, cabeças de chave 2 da competição, o sulafricano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus, e o croata Nikola Mektic com o austríaco Alexander Peya.

Vindo de derrotas nas estreias do ATP 500 de Viena e do Masters 1000 de Paris, Bruno não vê um abalo na confiança da dupla para o Finals. "Foram duas semanas em que a gente não conseguiu jogar nosso melhor. Em Viena, a gente realmente jogou bem abaixo. Agora, em Paris, acho que não jogamos tão mal. Nós perdemos para uma dupla que estava inspirada, jogaram super bem naquele dia, tanto que o resultado mostrou e eles foram os campeões do torneio. Nós estamos acostumados com os altos e baixos e esses resultados não vão afetar a nossa confiança pro Finals. Agora, aqui em Londres é difícil de pegar ritmo ao longo do torneio, é pedreira pra todo lado. A gente tem que tentar chegar afiado desde o primeiro jogo," finalizou Bruno, focado numa boa estreia.

É a quinta vez que o brasileiro disputa o ATP Finals, sendo a terceira ao lado de Murray. Soares atingiu a semifinal em três oportunidades, caindo para os campeões na últia edição. Em 2018, a dupla do mineiro e do britânico foi campeã no Masters 1000 de Cincinnati e nos ATP 500s de Washington e Acapulco, além dos vice-campeonatos em Xangai, Queen's e Doha.

SOBRE BRUNO SOARES - Mineiro nascido em 27/02/1982, Bruno Soares é um dos principais nomes da história do Brasil. Ao ganhar o US Open nas duplas mistas, em 2012, se juntou ao seleto grupo de campeões de Grand Slam brasileiros, que inclui apenas Maria Esther Bueno, Gustavo Kuerten, Thomaz Koch e Marcelo Melo. Em 2014 repetiu a façanha conquistando o segundo título em Nova York.
Em janeiro de 2016, no Australian Open, conseguiu o feito inédito de vencer o 1o. Grand Slam de duplas, com Jamie Murray e de conquistar também o trofeu nas duplas mistas, com Elena Vesnina, se tornando o primeiro brasileiro desde Maria Esther Bueno, em 1960 a vencer dois títulos no mesmo torneio.
Em setembro de 2016, ganhou o segundo Grand Slam de duplas, no US Open, em NY, se tornando a primeira parceria (com Jamie Murray), a vencer dois Slams no mesmo ano, desde os Irmãos Bryan em 2013.
No total, nas duplas Bruno tem 29 títulos de duplas no circuito e 27 vice-campeonatos e chegou ao 2o. posto no ranking mundial de duplas em 2016. É o 9o. atualmente. Encerrou a temporada 2016 como a dupla número um do mundo e a 2017, como a número 3.