X

Roberta Burzagli é a nova capitã do Time Correios Brasil na Fed Cup

Quinta, 01 de novembro 2018 às 17:47:17 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O Time Correios Brasil terá novidades para o Zonal Americano I da Fed Cup em 2019, que será disputado entre os dias 6 e 9 de fevereiro no Club Campestre, na cidade de Rionegro, a 53 km de Medellin, na Colômbia.

 

 



A paulista Roberta Burzagli é a nova capitã da equipe brasileira. Ela substitui o gaúcho Fernando Roese, que comandou o time nacional entre 2016 e 2018 e neste ano levou a equipe à final do Zonal Americano I em Assunção, no Paraguai.

 

Projetando novamente a ida ao Playoff do Grupo Mundial e fortalecer o tênis feminino com um trabalho integrado desde a base, a Confederação Brasileira de Tênis decidiu iniciar um novo ciclo na equipe e agradece Fernando Roese pelos serviços prestados, além de desejar boa sorte na sequência da carreira do treinador, que segue com uma ótima relação com a CBT.

 

“Estamos muito satisfeitos com o trabalho realizado pelo Fernando Roese nesses anos, e agora acreditamos que com a entrada da Roberta com toda sua experiência podemos crescer mais ainda. Nosso objetivo é desenvolver um novo trabalho com o feminino para desenvolvermos um projeto sólido para atingirmos resultados muito mais expressivos pra os próximos anos com as categorias de base projetando ao alto rendimento, transição e profissional”, explicou o gerente de Esportes e Eventos da CBT, Eduardo Frick.

 

Há 14 anos como técnica do quadro da ITF no Grand Slam Development Fund, programa que reúne e treina as melhores atletas estrangeiras, Roberta já fazia parte da comissão técnica do Time Correio Brasil e foi auxiliar de Roese na Fed Cup deste ano, no Paraguai. Desde 1998, ela já acompanhou as equipes da Fed Cup, Mundiais e Sul-Americanos juvenis em diversas oportunidades. Como tenista, foi um dos grandes nomes do tênis juvenil feminino nos anos 80 e início da década 90 e foi campeã do Banana Bowl, em 1991, a última brasileira a conquistar o título dos 18 anos feminino da competição.

 

“Estou muito feliz. Sempre trabalhei com meninas de outros países e agora poder usar toda minha experiência com o tênis feminino mundial no nosso tênis brasileiro, como capitã da Fed Cup, será muito gratificante. A CBT pretende fazer um trabalho desde a base em outras categorias, então será um grande desafio e me sinto preparada para isso”, afirmou Roberta, que trabalhou com grandes nomes do tênis mundial e sul-americano, como a letã Jelena Ostapenko, 21a da WTA, e as paraguaias Verónica Cepede e Montserrat Gonzalez.