X

É como se estivesse jogando em uma sauna, relata Djokovic

Quinta, 06 de setembro 2018 às 08:09:49 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Novak Djokovic, número seis do mundo, seguiu Roger Federer e relatou que teve problemas para respirar diante da alta umidade em Nova York durante sua vitória sobre o australiano John Millman na noite desta quarta-feira que lhe deu vaga nas semis do US Open



O jogo chegou a ficar parado por sete minutos por problemas na roupa de Millman que teve que ir ao banheiro trocá-la por suor excessivo.

"Foi um teste duro, quase três horas de jogo passando da meia-noite. Quero dar o crédito a John por outra grande batalha, é um grande lutador e ótimo tipo. Fez um torneio incrível com suas primeiras quartas, ganho de Roger, hoje foi muito difícil ir para a quadra e lutar por três horas. Merece tudo de bom que passou", disse. 

 “Passei por problemas, mas todos passaram. Tive que mudar várias vezes de camisa, muito calor, mas no fim encontrei a maneira de vencer. Já aconteceu algumas vezes nesse torneio, mas em ambas consegui sobreviver. Não são condições fáceis de se jogar, afeta de maneira igual aos jogadores".

"Pessoalmente nunca havia suado tanto como este ano, falamos que levo dez camisetas para mudar em cada jogo. Creio que a organização deveria se dar conta disso, é como se estivesse jogando em uma sauna, não sentimos o ar lá em baixo, não tem circulação". 

 

 

 

Djokovic comentou sobre o duelo semifinal de sexta-feira contra Kei Nishikori: "Kei é um dos jogadores mais rápidos do circuito, tem grande jogo de pés, um dos melhores golpes, o conheço bem porque jogamos várias vezes e já perdi aqui contra ele em 2014 em um grande jogo. Tem muito talento e disciplina, trabalha duro, mas não teve sorte com as lesões".

Djokovic lidera os encontros por 14 a 2 contra o asiático.