X

Vitória contra Raonic quebra jejum de 6 anos para Isner

Domingo, 02 de setembro 2018 às 23:26:10 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Na noite deste domingo, o americano John Isner figurou mais um extenso duelo disputado em cinco sets, algo bastante recorrente em sua carreira. No entanto, o tenista viveu uma situação que aconteceu apenas cinco vezes em toda sua carreira.



Profissional desde o ano de 2007, John Isner disputou sua primeira partida decidia no quinto set contra o argentino Juan Ignacio Chela, no torneio de Roland Garros em 2008, ocasião em que saiu derrotado.

Desde então, foram 28 partidas decididas no quinto e último set, dentre elas a partida mais longa da história, no torneio de Wimbledon em 2010 com 11h05 de duração; e também a quarta partida mais longa da história, também em Wimbledon, mas desta vez em 2018 e com 6h36 de duração.

Dentre os 29 duelos em cinco sets, Isner venceu apenas 11, mas é outro número que chama a atenção. Como o grande sacador que é, o americano normalmente se vê envolvido em tie-breaks, de modo que a partida deste domingo foi apenas a quinta em toda sua carreira em que jogou cinco sets sem um tie-break sequer — e apenas a primeira desde 2012 — das quais venceu apenas duas.

A primeira vez que esteve envolvido nesta situação foi na derrota para Juan Ignacio Chela na primeira rodada de Roland Garros em 2008; depois na vitória sobre Andreas Seppi na primeira rodada do Australian Open em 2010; seguida da derrota para Philipp Kohlschereiber na terceira rodada do US Open em 2012; a penúltima, na derrota para Nicolas Almagro, pela Copa Davis em 2012; e culminando com a vitória sobre Milos Raonic nas oitavas de final do US Open em 2018.