X

Italiano um dos precursores no Brasil disputa o Rio Beach Tennis Tour

Sexta, 27 de julho 2018 às 09:23:02 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Nascido em Bolonha, na Itália, e radicado no Rio de Janeiro desde 2006, Gian Luca Padovan é um dos destaques na categoria A da segunda etapa do Rio Beach Tennis Tour atuando ao lado de Nilo Koetz. Ele tem papel importante por ser um dos precursores do Beach Tennis no Brasil em 2008 ao lado de Adão Chagas e Joana Cortez e fundou momentos depois o Ipanema 500 onde formou nomes como Vinicius Font, ex-número 1 do mundo, Diogo Carneiro, Ralff Abreu, entre outros.



"Já na década de 90 jogava na Itália, comecei em Marina di Ravenna onde nasceu o esporte, antes jogava squash e fui um dos primeiros a jogar o esporte, começamos a jogar o esporte que ainda não era chamado Beach Tennis, mas sim o Rakketone com raquetes de frescobol e em quadras de vôlei de praia. Em 1996 vim ao Brasil visitar alguns amigos da seleção brasileira de Squash e por surpresa não vi ninguém aqui jogar a mesma brincadeira que estava se tornando moda na Itália. Naquele mesmo ano em 96 o esporte passou a se chamar Beach Tennis", relata Padovan.

"Em 2006 passei a morar aqui e em 2008 entrei em contato com a Joana Cortez e o Adão Chagas tinha um grupo de tenistas que tinha visto o esporte durante um de seus torneios pela Áustria e de lá ele levou um material rede e raquetes. Então nos encontravamos aos finais de semana aqui no Rio de Janeiro na frente do Country Club onde montavamos a rede, fazíamos jogos e dava dicas ao pessoal que começava com essa primeira rede. Começamos a brincar e em outubro de 2008 em outro local vago fundei o Ipanema 500 e passei a chamar um pessoal do tênis e que via talento para treinar o Vini, o Guilherme Prata, Diogo Carneiro, o Narck Rodrigues que foi técnico da Seleção Brasileira. Íamos brincar, treinar e meio que me tornei uma referência e o esporte foi crescendo bastante e hoje temos vários points e redes pelo Rio e pelo país", apontou Padovan.

 

 

Narck Rodrigues, campeão da primeira etapa do Rio Beach Tennis Tour em maio atuando ao lado de Marcus Linhares na categoria 40+, volta para defender sua conquista e buscar a vaga em Florianópolis. O comandante do vice-campeonato do Brasil no Mundial na Rússia em final apertada contra a Itália ano passado, está confiante: "Vamos nessa segunda etapa tentar o título para ter o direito de defender o Rio de Janeiro na Copa das Federações, tem sido um torneio muito bem organizado pela Daniela Bergamo e Esther Sanches. Eu e o Linhares nos entrosamos bem, fizemos algumas finais, ganhamos alguns torneios, nem sempre conseguimos jogar juntos pelos compromissos meus com o Sportv e os dele, mas sempre que jogamos juntos vamos bem", disse Narck que apontou a importância de Padovan ao Beach Tennis brasileiro.

"Ele foi importante pois foi o primeiro a dar noções do esporte aos brasileiros, nós vínhamos do tênis achando legal, divertido, mas ele que deu as noções de como se jogar, como se treinar, desse e daquele jeito, ele tem uma importância enorme", seguiu Narck.

Com dez anos de vida por aqui, o Brasil é uma das potências no esporte possuindo Raffaela Miiller e Joana Cortez no top 10 mundial e únicas de fora da Itália a vencer o campeonato mundial em Cervia, na Itália, Vinicius font como único não-italiano a liderar o ranking masculino e outros grandes nomes como Samantha Barijan que foi Nº 1 ao lado de Cortez, e ex-top 10 como Diogo Carneiro, Ralff Abreu, Marcus Ferreira e Thales Santos, fora outras figuras que já estiveram entre os 20 e 30 melhores do ranking da Federação Internacional de Tênis, a ITF.

A 2ª etapa do Rio Beach Tennis Tour, a penúltima do circuito, terá as disputas das categorias amadoras A, B e C na Dupla Masculina e Feminina, além do Sub 14 e Master 40+ neste sábado e com finais no domingo, dia 29. A retirada dos kits acontece no Shopping Fashion Mall.

O Rio Beach Tennis Tour tem a realização da agência Have Fun e conta com os apoios da Skinlux, Sabores da Orla, Farmalife e do Shopping Fashion Mall.