X

Melo destaca aprendizado após derrota em Wimbledon. Demoliner lamenta

Sexta, 06 de julho 2018 às 21:15:11 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O sonho do bicampeonato em Wimbledon acabou após 3h37min de jogo para o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot.



Nesta sexta-feira (6), em uma partida com três tie-breaks e muito equilíbrio, os cabeças de chave número 2 do torneio foram derrotados pelo israelense Jonathan Erlich e o polonês Marcin Matkowski, de virada, por 3 sets a 1, pela segunda rodada do Grand Slam, em Londres, na Inglaterra. Erlich e Matkowski venceram por 6/7 (5-7), 6/4, 7/6 (7-4) e 7/6 (10-8). No quarto set, Melo e Kubot salvaram match point e chegaram a marcar 6/3 no tie-break, com saque a favor. Mas, os adversários reagiram e ficaram com a vaga para a terceira rodada.

"Hoje, infelizmente, não deu para nós. Tivemos algumas chances, no primeiro set, depois perdemos um game de saque em que faltou um pouco de atenção, o que acabou custando o set. Aí, perdemos um pouquinho o momento do jogo, no qual estávamos dominando, mesmo assim ainda tivemos algumas outras chances. O que resumiu o jogo foi não ter aproveitado e não ter jogado da maneira que jogamos Halle e a primeira rodada aqui. Nós não fomos tão agressivos como deveríamos. Especialmente nas chances de break point, na hora de sacar, acho que acabou custando o jogo, ainda mais por ser uma dupla experiente, eles aproveitaram. Fica o aprendizado para os próximos torneios e para o ano que vem em Wimbledon", explicou Marcelo.

Desde o início da partida, muito equilíbrio e a certeza de uma disputa difícil e demorada na busca por seguir no torneio. O primeiro set já mostrou isso, definido no tie-break, com vitória de Melo e Kubot: 7/6 (7-5). Na segunda série, com uma única quebra, os adversários empataram o jogo, marcando 6/4. No terceiro e quarto sets, novamente, decisão no tie-break. Erlich e Matkowski viraram fazendo 7/6 (7-4), não sem antes Melo e Kubot terem tido a chance de evitar o desempate, quando venciam por 6/5 e não conseguiram o break.

O quarto set foi, sem dúvida, o mais emocionante e disputado. Novo tie-break. Mais equilíbrio. Desta vez, com Melo e Kubot salvando um match point para empatar em 6/6. No desempate, os atuais campeões começaram muito melhor. Abriram 5/2, marcaram 6/3 e tinham dois saques a favor para fechar e levar para o quinto set. Mas, a partir daí, veio a reação de Erlich e Matkowski, que viraram para 7/6. Melo e Kubot tiveram quatro set points e chegaram a salvar um match point. Mas, no final, a vitória foi dos adversários, 10-8, que seguem em Wimbledon.

Marcelo Demoliner, 48º e da Tennis Route, foi derrotado ao lado do mexicano Santiago Gonzalez. Eles caíram diante dos cabeças de chave 15, o britânico Dominic Inglot e o croata Franko Skugor, por 3 sets a 2 com parciais de 6/3 4/6 7/6 (7/5) 2/6 6/2: "Foi um jogo bem disputado, nível bem alto de todos, a gente começou perdendo o saque logo no começo no quinto set e isso foi a chave para a vitória deles que ficaram confortáveis no set final. Foi um bom torneio, pegamos um jogo muito duro, sabíamos que seria um jogo chave que poderíamos fazer um grande torneio se vencessemos. Mas paciência, é seguir em frente para as mistas. Apesar da derrota fico contente que meu nível está alto, estou na beirada, daqui a pouco encaixaremos um bom resultado novamente e alcançar os objetivos na temporada", disse Demoliner que joga ao lado da espanhola Maria Martinez Sanchez na dupla mista. Os dois enfrentam os americanos Jack Sock e Sloane Stephens em torno de 12h30 no quarto jogo da quadra 3. Demoliner e Martinez foram semifinalistas ano passado em Wimbledon e semi no Australian Open este ano.