X

Nadal conquista Monte Carlo pela 11ª vez e se torna recordista de Masters

Domingo, 22 de abril 2018 às 10:20:17 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Em Monte Carlo não tem pra ninguém! Rafael Nadal, número 1 do mundo, conquistou, neste domingo, o título do Masters 1000 jogado no principado de Mônaco ao derrubar na final o japonês Kei Nishikori, ex-top 5 e atual 36º colocado.



Veja como foi! - Recordistas de Masters 1000 - Nadal se manterá no topo - Maiores campeões em todos os pisos

 

Nadal precisou de 1h33min para derrotar o asiático com parciais de 6/3 6/2 na quadra central Rainier III. Esta é a 11ª conquista de Nadal em 12 finais na competição. Pela primeira vez ele vence por 11 vezes um mesmo torneio aumentando seu recorde e terá chances de fazer o mesmo em Barcelona, na Espanha, na próxima semana e em Roland Garros. Ele somou sua 68ª vitória em 72 partidas disputadas no evento.

Nadal também ganha seu 31º Masters 1000 em 47 finais e deixa Novak Djokovic para trás com 30 conquistas. Roger Federer, com 27 títulos em 47 decisões, é o terceiro colocado. 

A vitória é também sua 350ª em Masters 1000 ficando atrás apenas de Roger Federer que tem 355 (pode empatar em Madri ou Roma). São 396 vitórias no saibro contra apenas 35 derrotas.

Nadal soma 37 sets seguidos ganhos, não perde um desde sua derrota em Roma nas quartas ano passado. Foram sets seguidos ganhos em Roland Garros, 21, mais seis na Copa Davis início de abril, e mais dez nas cinco vitórias em Mônaco.

Ele soma seu 76º título na carreira e primeiro do ano.

O jogo

Nadal começou nervoso, sendo quebrado no terceiro game. Ele conseguiu porém fazer quatro games seguidos confirmando no 4/2 à duras penas e com muita dificuldade para fechar por 6/3 um primeiro set com placar razoavelmente dilatado, mas que não jogou seu melhor.

Nishikori parecia desgastado só no primeiro set que durou cerca de uma hora. Saiu confirmando com dificuldades no segundo, mas viu Nadal defender muito bem, colocar bolas na linha para ser quebrado no terceiro game. Rafa então aproveitou o placar, jogou mais firme, tornou a quebrar, abriu 5/1. Nishikori, cabisbaixo, ainda confirmou mais um serviço, mas não foi páreo e caiu por 6/2 com winner de backhand do espanhol de Manacor.