X

ATP e ITF travam batalha pela Copa do Mundo

Quinta, 15 de março 2018 às 23:22:21 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Os bastidores do circuito mundial está em pé de guerra entre Associação dos Tenistas Profissionais e a Federação Internacional de Tênis. As duas estão brigando pelos direitos de quem irá organizar a Copa do Mundo.



A ITF anunciou no mês passado que colocará em votação no fim deste ano a competição para substituir a Copa Davis em 2019 com 18 equipes com investimento do grupo Kosmos. Só que a ATP planeja introduzir um evento similar no início de 2020. 

Um dos membros do Conselho de Jogadores, Jamie Murray, afirmou que não há espaço no calendário para duas competições desse porte: "É impossível que se joguem estas competições de forma separada e tanto ATP quanto ITF têm uma corrida contra o relógio para ver quem vai anunciar oficialmente primeiro e ficar com a competição", disse.

"Nosso objetivo é incluir uma Copa do Mundo ATP, um projeto emocionante que estamos trabalhando há mais de 18 meses com detalhes por vir. Acreditamos que temos uma opção sólida com a Tennis Australia (federação australiana) para a primeira semana do calendário utilizando locais que mostram o esporte de maneira muito positiva. Nosso plano é muito atrativo e causaria interrupção mínima aos jogadores já que a maioria joga esta semana no hemisfério sul e atrairia quase todos", afirmou Chris Kermode, presidente da ATP. 

 

Jamie Murray afirmou à BBC que os tenistas estão de acordo em mudar o formato da Copa Davis, mas querem a mudança em conjunto da ATP com a ITF: "A ATP propõe que o torneio seja jogado em janeiro e isso faz com que todos os jogadores queiram disputar o torneio e se prepararem para o Australian Open. Além disso teria pontos ATP e seria potencialmente mais econômico para os atletas. O problema está em que há uma frustração de alguns jogadores e é onde Kosomos havia tentado chegar a um acordo com a ATP e ela recusou de imediato, o que fez a empresa ir para a ITF".
"Os jogadores pedem há muito tempo uma mudança de formato, tive experiência incríveis na Copa Davis, mas sou consciente que a competição está morrendo. Dúvido muito que caso se jogue ao fim do ano todos iriam querer jogá-la, mas é no começo estou seguro que a grande maioria iria".