X

Kvitova joga demais e elimina Venus em Wimbledon

Sexta, 27 de junho 2014 às 14:46:01 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
No duelo entre duas campeãs em Wimbledon, melhor para a tcheca Petra Kvitova, sexta do ranking da WTA e campeã em All England Clube em 2011, contra a pentacampeã Venus Williams, ex-número um e atual 31ª, na terceira rodada da chave feminina. Kvitova encara a chinesa Shuai Peng.

Kvitova precisou de 2h30 para superar a norte-americana de virada pelo placar de 5/7 7/6 (2) 7/5 convertendo 11 aces contra seis de Venus, que cometeu quatro duplas-faltas contra cinco da tcheca, que fez seu jogo agressivo batendo 48 bolas vencedoras a 25 e errando mais com 34 erros não forçado contra 19 da mais velha das irmãs Williams.

A tcheca, que vem oscilando no circuito com bons e maus jogos, começou afiada, teve chances de quebrar o serviço de Venus no primeiro game, mas perdeu e passou a ser dominada pela norte-americana, que vencia com facilidades seus games e pressionava Kvitova. A pressão deu certo e em erro da rival, Venus conquistou a primeira quebra da partida e fechou a primeira parcial.

Kvitova não desistiu e na segunda etapa passou a dar muito mais trabalho a Venus, que começou a errar e por vezes ser pressionada. A norte-americana teve chance de quebrar o serviço da rival no sétimo game, mas desperdiçou e acabou levando a partida ara o tiebreak. Nele, Venus errou tudo o que não pode e parou na consistência de Kvitova.

No último set Kvitova passou a jogar ainda mais agressiva, pressionou o serviço da americana em todas as oportunidades e em vacilo de Venus com erro bobo na esquerda chegou ao match-point convertido em direita na rede feita pela americana.

Na fase de oitavas de final, Kvitova encara a chinesa Shuai Peng, 61ª, que venceu de virada a norte-americana Lauren Davis pelo placar de 0/6 6/3 6/3.

Peng e Kvitova se encontraram em quatro oportunidades no circuito, todas vencidas pela tcheca, sendo o primeiro deles na grama de Wimbledon na disputa dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e o último no saibro de Roland Garros em 2013.