X

Gulbis: mais juízes, menos vampiros

Segunda, 23 de junho 2014 às 16:44:42 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Foi um dia difícil no escritório para o letão, número 10 do mundo, Ernests Gulbis. Além do sufoco em quadra, que ficou implícito pelo placar de 3 sets a 0 na vitória contra Jurgen Zopp, os jornalistas exploraram bastante o lado polêmico do letão na coletiva pós jogo.

A primeira pergunta já era uma bomba, Gulbis foi indagado se concordava com o posicionamento do americano John McEnroe que disse que os juízes deveriam ser banidos do esporte, fazendo com que todas as marcações fossem feitas pelos próprios jogadores.

“Me livrar dos vampiros?”, perguntou Gulbis após confundir as palavras “umpire” que significa “juiz” em inglês com “vampire” que significa “vampiros”, engano que rapidamente foi esclarecido pelos jornalistas. “Eu sou livre de escolha e tenho minha própria personalidade. Não gosto quando pessoas tomam decisões e dão respostas “populares” só para tentar ser legal. Ninguém é legal todo o tempo”, desabafou o letão. “Juízes, é? Eu tinha entendido outra coisa, entendi que vampiros são essas pessoas que ficam nos rodeando e sugando nossas energias. Mas sem juízes não, não funcionaria sem eles. Mas sem vampiros funcionaria sim.”

Gulbis foi perguntado sobre seu novo comprometimento pessoal e com seu técnico e quais alterações ele vem fazendo em seu jogo nessa sua nova fase da vida.

“Uma coisa que nós mudamos bastante foi o forehand. Em segundo lugar adicionamos um pouco mais de disciplina e um bocado de treino, o que aumentou muito, na verdade”, comentou Gulbis. “Meus outros treinadores sempre me viram em um estado mental muito pior. Gunter me ajudou demais, mas eu estava pronto pra ser ajudado.

Gulbis ainda foi perguntado sobre sua preferência por um treinador ou uma treinadora, em virtude da contratação de Amelie Mauresmo por Andy Murray recentemente. A resposta, claro, veio em forma de piada.

“Ouça, meu treinador é Gunter. Infelizmente ele é um homem. Eu gostaria muito que fosse treinado por uma bela mulher”, respondeu Gulbis aos risos.