X

Sá participa de homenagem a Federer no Conselho dos Tenistas da ATP

Sexta, 20 de junho 2014 às 19:39:05 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O tenista mineiro André Sá (Phoods/BMG/MRV/Correios), número 72 do ranking de duplas, participou de uma homenagem, nesta sexta-feira, ao suíço Roger Federer, número 4 do mundo e dono de 17 Grand Slams, que está deixando o Conselho dos Jogadores da Associação dos Tenistas Profissionais durante o torneio de Wimbledon que começa nesta segunda-feira.

Federer, o maior ganhador de Wimbledon com sete conquuistas ao lado de Pete Sampras e William Renshaw, ocupava o cargo de presidente do Conselho e foi importante na questão do aumento da premiação dos tenistas nos torneios. Sá, que é membro geral do conselho dos tenistas, elogiou a postura e participação de Federer: "Foi muito legal. Deram champanhe, fizemos um quadro para ele. Foram seis anos, não consecutivos, mas participou de três mandatos. Ele agradeceu a paciência e o tempo que os tenistas investiram em coisas importantes da ATP. Pessaolmente acredito que a presença dele foi fundamental como presidente nesses últimos dois anos, era a voz forte dentro do conselho para os jogadores com os torneios. Foi especial passar esses anos com ele, analisando, tomando decisões para o melhor caminho do nosso esporte. Foi super legal. Uma pena ele ter decidido parar, mas ele mesmo disse que a família agora ganhando mais dois integrantes não tinha muito tempo para gastar com isso, mas seu papel foi super importante, ajudou o tenis a alcançar coisas importantes".

Sá já iniciou sua preparação no All England Club para o torneio mais tradicional do tênis. Ele e o croata Mate Pavic conheceram nesta sexta-feira seus rivais que serão o britânico Dominic Inglot e o filipino Treat Huey, parceria cabeça de chave 10. A dupla vem de título no ATP 250 de Eastbourne, na Inglaterra, conquistado neste sábado vencendo Bruno Soares e Alexader Peya, mas Sá e Pavic derrotaram os mesmos oponentes em Roland Garros: "Será um jogo duro, eles acabaram de ganhar Eastbourne então vêm com confiança. Ganhamos deles em Roland Garros. O segredo aqui será a consistência já que aqui é melhor de cinco sets nas duplas, estaremos preparados", afirmou o tenista que mora e treina em Blumenau (SC). Ele tem seus melhores resultados em Wimbledon com as quartas em simples em 2002 e nas duplas a semi em 2007 com Marcelo Melo: "Wimbledon é um momento e um torneio especial para mim, o meu favorito", concluiu.