X

Rei do Saibro! Nadal vira sobre Djokovic e ergue o 9º troféu em Roland Garros

Domingo, 08 de junho 2014 às 13:56:17 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Rafael Nadal, número 1 do mundo, mostrou quem manda no saibro de Roland Garros. Mesmo com quatro derrotas seguidas, dúvidas e saindo atrás no marcador, conseguiu virar para bater seu rival, Novak Djokovic, segundo colocado, para conquistar o título pela nonva vez.

Leia Mais:
Veja como foi a decisão!
Nadal iguala Sampras e se torna o 2º maior campeão de Slams
Siga o Tênis News no Twitter!

O espanhol superou o sérvio, que o tinha derrotado na final de Roma, no saibro, por 3 sets a 1 com parciais de 3/6 7/5 6/2 6/4 após 3h30min de duração na repleta e pulsante quadra Philippe Chatrier.

O tenista de Manacor ergue pela nona vez o troféu no Grand Slam do saibro e o quinto consecutivo se sagrando o primeiro pentacampeão de forma consecutiva da competição em Paris, na França.

Nadal vence sua 66ª partida em 67 jogos em Paris onde só perdeu para o sueco Robin Soderling nas oitavas de 2009. Ele bate Djokovic pela sexta vez no torneio, nona em 12 jogos entre os dois em Slams e quarta em sete finais deste tipo de torneio.

Para o sérvio fica o gosto amargo de seu segundo vice na França onde perdeu a final de 2012 também em quatro sets. Ele segue pendente de vencer apenas Roland Garros como único Slam que não possui.

O jogo

O jogo começou com os dois firmes em seus games de serviço e Nole errando um pouco mais na devolução. No oitavo game, com bolas novas, Nadal apressou no forehand, errou duas, tomou um winner e ficou com 15/40. Salvou as duas chances, mas errou novamente para perder o serviço. Djokovic serviu com 5/3 e 15/40, mas o espanhol errou novamente dois forehands bobos e o sérvio sacou confiante para decidir com potente direita por 6/3 em 44 minutos.

Na segunda etapa o jogo seguiu a tônica da primeira metade do primeiro. Nadal conseguiu jogar mais confiante com o forehand e quebrou em um game duro onde perdeu uma chance com revés dado como bom e conferido como fora pelo árbitro obtendo a quebra a seguir com winner de forehand. Em seguida ele jogou mal no saque, cometeu dois erros e permitiu que Nole voltasse e igualasse em 4/4. Nadal foi pra cima no 12º e último game, viu Djoko bobear com uma dupla-falta, um erro não-forçado e aplicou duas vencedoras de forehand para fechar por 7/5 após uma hora.

Na terceira etapa Djoko pareceu mais cansado e abaixou a cabeça após um erro bobo e voleio fácil na rede perdendo o serviço. Nadal mostrou muita confiança, disparou winners de forehand para fazer 3/0. Os games seguintes foram duros, Djokovic desperdiçou duas chances de quebra, uma delas no 4/2 em game de onze minutos, mas Nadal se segurou, abriu 5/2 e fechou por 6/2 após game de 40/15 onde o sérvio se afobou, cometeu erros e tomou uma bela passada do espanhol. A parcial durou 50 minutos.

No quarto set equilíbrio. Djokovic tirou e recolocou o chapéu seguidas vezes com as nuvens que chegaram minimizando o sol em quadra. Ele não se sentia bem, até vomitou no início, mas retornou melhor, conseguiu equilibrar as ações. Todavia com alguns erros bobs cedeu uma quebra para Nadal deixando o espanhol abrir 4/2. Rafa deu dupla-falta, jogou smash difícil no pé da rede e tomou bola firme no revés para ser quebrado. Djoko empatou em 4/4 e teve um game duro para tentar a quebra. Rafa confirmou no sufoco e depois foi buscar um 30/0 com bela passada, erro na direita de Nole e fechou o jogo com uma melancólica dupla-falta de Djokovic.