X

Os caminhos de Nadal e Djokovic até à final em Roland Garros

Sábado, 07 de junho 2014 às 09:00:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Líder e vice-líder do ranking da ATP, Rafael Nadal e Novak Djokovic, entrarão em Roland Garros como franco favoritos a protagonizarem a grande final. Cada um pressionado diferentemente por resultados, buscam a redenção no domingo. Conheça as campanhas.

Nadal entrou no torneio com a responsabilidade de garantir o nono título. Maior campeão da história do torneio parisiense, Rafa vinha de alguns tropeços como as derrotas em quartas de final em Monte Carlo (para David Ferrer), torneio no qual é octacampeão e em Barcelona, onde é octacampeão, e teve uma derrota ainda mais difícil perdeu para o "freguês" Nicolas Almagro, que jogou lesionado.

Depois destes tropeços Rafa ganhou o Masters de Madri com a desistência de Kei Nishikori no terceiro set da final e amargou o vice-campeonato no Masters de Roma, ao ser derrotado por Novak Djokovic em três duros sets.

Nadal estreou em Paris contra o qualifier Robby Ginepri, 279º do ranking da ATP, com direito a bicicleta. Na segunda rodada, Rafa encarou a jovem surpresa da temporada o talentoso austríaco Dominic Thiem, 57º, teve trabalho, mas conseguiu um placar amplo. Na terceira rodada o adversário foi o argentino Leonardo Mayer, 65º, especialista no piso e com bom saque Leo deu algum trabalho para Nadal, mas nada que impedisse sua caminhada.

Nas oitavas de final, Rafa Nadal enfrentou o jovem sueco Dusan Lajovic, 61º, e se beneficiou dos mais de 60 erros não-forçados do rival para vencer. Na fase de quartas, vinha um desafio, o compatriota David Ferrer, 5º, que pressionou muito no primeiro set, venceu, mas se perdeu e acabou rendido. Na semifinal um desmotivado Andy Murray, 8º, que não fez frente ao ritmo de Rafa, que sentiu as costas na primeira semana do torneio, mas evoluiu e melhorou fisicamente.

Djokovic por sua vez chegou à Paris vindo de título em Roma e na busca pelo único Slam que não possui. Sem jogar em Madri em virtude de uma lesão no punho que o incomodou em Monte Carlo, Nole esteve descansado para disputar uma chave considerada mais dura.

A estreia foi contra o português João Sousa, que foi dominado, mesmo apertando o placar no terceiro set. Na segunda fase o rival foi o talentoso local Jeremy Chardy, que também não deu o trabalho esperado. Na terceira rodada o croata Marin Cilic deu muito trabalho com seu forte saque e chegou a vencer a terceira etapa no tiebreak.

Na fase de oitavas de final, outro local, Jo-Wilfried Tsonga, sequer entrou em quadra e foi atropelado pelo sérvio. Na fase de quartas o sacador Milos Raonic, 9º, mostrou a melhora de seus outro fundamentos e deu muito trabalho, apesar de ter perdido em sets diretos. Na semifinal, o talentoso Ernests Gulbis, 18º, deu menos trabalho que esperado. Algoz de Roger Federer, o novo top 10 tirou um set de Djokovic, sentiu as costas e foi dominado.

Confira os resultados de cada um em maneira decrescente
Nadal
(1) Rafael Nadal (ESP) 3x0 (7) Andy Murray (GBR) 6/2 6/3 6/1
(1) Rafael Nadal (ESP) 3x1 (5) David Ferrer (ESP) 4/6 6/4 6/0 6/1
(1) Rafael Nadal (ESP) 3x0 Dusan Lajovic (SRB) 6/1 6/2 6/1
(1) Rafael Nadal (ESP) 3x0 Leonardo Mayer (ARG) 6/2 7/5 6/2
(1) Rafael Nadal (ESP) 3x0 Dominic Thiem (AUT) 6/2 6/2 6/3
(1) Rafael Nadal (ESP) 3x0 (Q) Robby Ginepri (EUS) 6/0 6/3 6/0

Djokovic
(2) Novak Djokovic(SRB) 3x1 (18) Ernests Gulbis (LAT) 6/3 6/3 3/6 6/3
(2) Novak Djokovic(SRB)3x0 (8) Milos Raonic (CAN) 7/5 7/6 (5) 6/4
(2) Novak Djokovic(SRB) 3x0 (13) Jo-Wilfried Tsonga (FRA) 6/1 6/4 6/1
(2) Novak Djokovic(SRB) 3x1 (25) Marin Cilic (CRO) 6/3 6/2 6/7 (4) 6/4
(2) Novak Djokovic(SRB) 3x0 Jeremy Chardy (FRA) 6/1 6/4 6/2
(2) Novak Djokovic(SRB) 3x0 João Sousa (POR) 6/1 6/2 6/4