X

Verdasco: 'Nadal pode tirar qualquer um mesmo sem saque'

Domingo, 01 de junho 2014 às 11:08:50 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O espanhol Fernando Verdasco está cheio de confiança após bater Richard Gasquet em casa na terceira rodada de Roland Garros. Verdasco, que vem em temporada de recuperação, comemorou o bom nível apresentado e comentou o fato de Rafael Nadal estar jogando abaixo do esperado.

O pupilo de Thomas Enqvist falava a imprensa ao mesmo tempo em que Andy Murray e Philipp Kohlschreiber lutavam em um quinto set para definir seu rival. Ainda sem saber o rival, Verdasco exaltou o bom tênis apresentado diante de um rival tão complicado e que tinha o apoio da torcida: "Acho que joguei bem, ontem e hoje, não acho que o fato de ele estar voltando se lesão me ajudou. Richard (Gasquet) não entraria para a competição não estando 100% e chegou até aqui em um caminho nenhum pouco fácil".

Um dos jornalistas franceses comentou com Verdasco que Sergi Bruguera, espanhol bicampeão de Roland Garros e atual treinador de Gasquet, disse que Fernando Verdasco está apresentando em Roland Garros o mesmo nível apresentado no Australian Open em 2009. Lisonjeado, o espanhol discordou: “Eu realmente joguei muito bem nesse jogo. Meu melhor tênis como Austrália? Hum... Não sei. Lá a quadra é dura, as condições, as táticas, o clima, é tudo diferente. Estou jogando bem, mas não sei há diferenças. Aqui, meu objetivo é jogar como joguei hoje o próximo jogo e quem sabe os demais", pontuou.

No meio da coletiva Verdasco soube que terá o britânico Andy Murray como rival e comentou o que pode vir a ser o confronto: “É um jogo muito aberto, ele é um jogador que vence Grand Slams e isso já fala muito por ele. Andy é sempre um jogo difícil, ele é muito talentoso e perigoso. Se eu jogar como ontem e hoje tenho minhas chances e quanto ao desgaste há tempo para que ele possa se recuperar”.

Perguntado se o jogo pode ser uma releitura da batalha protagonizada pelo dois em Wimbledon no ano passado, Verdasco foi pé no chão e não tirou sua vantagem: “Não posso comparar um jogo em Wimbledon, na grama, ele em casa, com aqui, território neutro e no saibro. Entretanto, não sou favorito, Murray é um grande jogador. Veremos".

Perguntado se o fato de Nadal estar sacando abaixo do normal amplia as chances dos rivais, Verdasco foi sucinto: “Nadal pode tirar qualquer um mesmo sem saque. Ele não se preocupa com saque”.