X

Djokovic: 'Não sou o único capaz de fazer frente a Nadal'

Sexta, 30 de maio 2014 às 15:34:23 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Após bater o croata Marin Cilic, 26º colocado, por 3 sets a 1 em 3h11min em uma dura batalha, Novak Djokovic respondeu aos comentários do jovem talentoso Dominic Thiem, 57º, que afirmou que o sérvio era o único em condições de fazer frente no físico contra Rafael Nadal.

"Fico lisonjeado ao ouvir esse comentário, é bacana, mas não acho que sou o único", disse o número dois do mundo que derrotou o espanhol líder do ranking na final de Roma, na Itália, há duas semanas.

"Há jogadores que definitivamente podem competir contra o Rafa (Nadal) nessa superfície, especialmente esse ano. Ele perdeu do (Nicolas) Almagro, do (David) Ferrer em dois grandes torneios (Barcelona e Monte Carlo respectivamente)."

"Definitivamente este é o torneio que ele mais gosta, perdeu apenas uma vez, é o mais dominador em Roland Garros na história. Todos sabemos disso em quão bom ele é. Mas no fim das contas não chegamos com uma bandeira branca em quadra. Você tenta vencer todo mundo que está do outro lado".

Sobre a partida desta sexta onde marcou 6/2 6/3 6/7 (7/2) 6/4: "Me senti bem, tive chance de quebrá-lo no terceiro set para terminar meu trabaho em sets diretos, mas ele passou a jogar melhor. Não usei a chance que tive, deixei ele retornar no jogo e ele fez um ótimo terceiro set, especialmente no tie-break. No quarto set um 3/0, break no 4/1, não aproveitei e de novo, compliquei minha vida. Foi uma partida difícil, fisicamente tive que trabalhar duro pois ele estava bem agressivo, como já esperava. Aconteceu que fiquei também um pouco passivo e perdi a confiança de entrar em quadra, isso aconteceu no terceiro e em parte do quarto set. Nos momentos importantes consegui segurar meus nervos e fico feliz por ter avançado".

Djokovic, que venceu o rival pela nona vez em nove jogos, destacou que a quadra Suzanne Lenglen, que atuou pela primeira vez nesse torneio, está mais rápida do que a central, a Philippe Chatrier: "Está diferente da Central. É mais rápida, então melhor para quem saca bem como o Marin (Cilic) e jogadores que atuam de forma agressiva. Estava um pouco mais escorregadia também. Falando da qualidade da quadra, está melhor do que a Chatrier."