X

Hewitt não confirma, mas pode se retirar no próximo Australian Open

Terça, 27 de maio 2014 às 17:34:21 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O ex-líder do ranking e atual 46º, Lleyton Hewitt, não falou abertamente sobre planos para sua retirada, mas deixou no ar que este momento está próximo. Hewitt, que tem 33 anos e colecionou lesões e cirurgias ao longo de 16 anos como profissional, falou sobre o tema me Paris.

Após ser derrotado pelo argentino Carlos Berlocq, o campeão de Wimbledon 2002 e do US Open em 2000, concedeu entrevista coletiva e a pedido de um jornalista, fez um balanço da temporada 2014.

“Meu corpo está bem neste momento. O que é bom. Obviamente, posso dizer que comecei muito bem em Brisbane (onde foi campeão ao bater Roger Federer na final), dali em diante joguei muitos torneios da quadra dura onde oscilei", começou a análise o australiano que não passou de nenhuma segunda rodada de torneio desde Brisbane na primeira semana da temporada.

"É claro que não joguei muito no saibro", disse em análise a sua participação em três torneios sobre o saibro na prévia de Roland Garros tendo vencido apenas na estreia em Houston, nos Estados Unidos.

"Agora estou indo pra grama, me preparando para Wimbledon, depois vamos ver os Masters em quadra dura e por fim o US Open. Depois tem Austrália. Se mantiver-me sano veremos essas possibilidades", disse Hewitt ao ser questionado quantas temporadas mais se vê como jogador profissional.

Em 16 anos como profissional o australiano acumulou dois títulos de Grand Slam e outros dois vice-campeonatos US Open (2004) e Australian Open (2005). Ao todo foram, até hoje, 29 títulos, sendo o primeiro deles em casa no ATP de Adelaide em 1998, quando tinha apenas 16 anos. Hewitt tem ainda 16 vice-campeonato e liderou o ranking masculino por 71 semanas ininterruptas entre 19 denovembro de 2001 e 27 de abril de 2003.

Em todos os anos como profissional, Hewitt apenas não disputou um título em 2008 e 2011, que foram temporadas de recuperação de cirurgias e ranking.