X

Federer confia em lidar bem com o circuito e quatro filhos

Terça, 13 de maio 2014 às 14:44:28 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Com a bênção de Miroslava Federer, sua esposa, Roger Federer decidiu na última quinta-feira deixá-la junto com seus dois novos filhos, Leo e Lenny, que nasceram na noite de terça-feira na Suíça, para disputar o Masters 1000 de Roma, na Itália, o qual desemparcou na segunda.

Federer agora tem quatro filhos com Charlene e Myla chegando aos cinco anos em julho.

"É duro deixar toda a família, mas vou vê-los em breve. As coisas estão ocorrendo bem, os garotos estão saudáveis e Mirka (Miroslava) está bem também. É um grande momento em nossas vidas", disse o atual número quatro do mundo em coletiva de imprensa.

Federer, que não jogou Madri para acompanhar o nascimento dos novos herdeiros, contou como foi a decisão de vir para o Masters italiano o qual defende o vice-campeonato: "Tudo aconteceu na quinta-feira. Conversei com minha equipe, com a Mirka, perguntando o que deveria fazer e eles disseram rapidamente para vir para cá para jogar. Então eu disse 'se vocês não me querem aqui, vou embora!", continuou o brincalhão Federer.

"Já estou sentindo muita falta deles. É uma semana diferente, mas vou passar por ela e espero jogar um bom tênis aqui", destacou o suíço que estreia contra o francês Jeremy Chardy.

Assim como faz com Myla e Charlene, Federer quer incorporar os novos gêmeos ao circuito: "O plano é que eles me acompanhem no circuito. Pelo menos sabemos como lidar com as crianças na estrada, é um desafio especialmente quando são muito pequenos, a partir de um ano com viagens, trânsito, quartos de hotel. Sei que terei muito trabalho, mas é algo que já estou envolvido e empolgado".

Federer, que tenta seu primeiro título no Foro Itálico, afirmou que não perdeu treinamentos por conta da novidade em sua vida: "Consegui treinar muito duro na verdade", disse o tenista que praticou na semana com o australiano Nick Kyrgios: "Depois de Monte Catlo tirei uns dias de folga e treinei forte na Suíça. E termos de tênis espero muito de mim, estou curtindo bastante, com menos pressão e espero pegar o ritmo do torneio. Tive um ótimo começo de ano e quero manter esse momento".