X

Após 10 match-points, Nishikori supera Ferrer e faz final inédita

Sábado, 10 de maio 2014 às 17:27:26 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Em sua primeira partida como top 10, o japonês Kei Nishikori sofreu e lutou muito para superar o espanhol David Ferrer, quarto do ranking da ATP, na semifinal do Masters de Madri. Nishikori precisou lutar por dez match-points e chegou à final inédita em sua carreira.

Em uma duríssima partida com 2h55 de duração, Nishikori jogou contra torcida, um calor intenso e dores na virilha para fechar o placar em 7/6 (5) 5/7 6/3. O japonês converteu cinco aces contra nove de Ferrer, que bateu 28 bolas vencedoras contra 33 de Nishkori e fez 33 erros não-forçados contra 56 do finalista em Madri.

A primeira etapa começou tranquila para o espanhol, que conquistou a quebra de saque e rapidamente abriu 5/2 no placar. Nishikori devolveu a quebra no nono game, fez 5/5 e no tie-break ele venceu no detalhe, Ferrer bateu um golpe curto no 6 a 5 e viu o japonês montar com a direita e fechar a parcial.

No segundo set a partida começou parelha com os dois tenistas confirmando game de serviço. Ferrer, que estava mais agressivo, conquistou a quebra no sétimo game, mas sacou mal no game seguinte e viu o breakpoint devolvido. No décimo game, Ferrer precisou salvar o primeiro match-point do jogo com um ace, levantando a torcida na quadra Manolo Santana. A partir daí, sob gritos de "Sim, se pode!", o natural de Javea brigou e fechou o set.

A terceira etapa começou para o japonês sendo atendido pela terceira vez no jogo com dores na virilha, Ferrer começou mais consistente e exigiu que o rival salvasse três breakpoints. Ainda oscilando no jogo, Nishikori precisou salvar outros dois breakpoints no quinto game e no sexto quebrou o serviço do espanhol, que cometeu dois erros não-forçados. No oitavo game, Ferrer forçou o serviço e precisou de sorte para salvar segundo match-point do japonês. Já no nono game da terceira etapa, veio o martírio da partida, com torcida a favor e a vontade de sempre, Ferrer lutou e salvou sete match-points, quatro deles forçando erros na direita de Nishikori, para bater sua direita pra fora e ser eliminado.

Em sua primeira final de Masters 1000, Nishikori encara o local Rafael Nadal, líder ranking, a quem nunca venceu.Br> O japonês, que vem do título em Barcelona, luta pela sua décima vitória seguida no saibro. Se conquistá-la, Nishikori baterá o recorde de Fabio Fognini, que no inicio da temporada ficou sem perder no saibro por 9 partidas consecutivas. A sequência do italiano começou na Copa Davis e parou na final em Buenos Aires.