X

Nadal: 'O tênis é maior que Federer, Djokovic, Murray e eu'

Sábado, 10 de maio 2014 às 15:40:48 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Ariane Ferreira, em Madri - Após vencer na semifinal do Masters de Madri, Rafael Nadal comentou a ausência de dois dos principais tenistas do circuito, Roger Federer e Novak Djokovic, e aproveitou para "puxar a orelha" dos jornalistas e torcedores.

O líder do ranking foi perguntado sobre o quanto pesa a ausência de seus grandes rivais e o quanto isso dá uma 'aliviada' na chave do torneio e pareceu não ter gostado muito da pergunta.

"Primeiro é ruim para o torneio e para os torcedores que grandes jogadores como eles não tenham podido participar. Quanto a facilidade, não há. Nessa chave principal temos os 50 melhores do mundo, alguns deles brigaram pela vaga no quali. O nível é muito alto e sobre abrir caminho pra mim, eu não diria. Estávamos todos em Monte Carlo e não fui capaz de chegar às finais para confrontá-los. Não se trata disso", disse enfático. "É uma pena que eles não tenham vindo, cada um por seu motivo, mas certeza queriam poder estar aqui".

"Para os torneios seria melhor que eles estivessem. Mas precisamos nos acostumar com esse tipo de ausência, elas acontecem. O tênis não termina aqui, o tênis é maior que tudo isso", declarou e prosseguiu diretamente aos jornalistas: "Digam a eles (torcedores) que o tênis é mais que Federer, Djokovic, (Andy) Murray ou eu. Nós vamos passar. Já não temos mais 20 anos. Espero que vocês possam comunicar isso e mudar a mentalidade. Não creio que o tênis não pode depender destes jogadores".

"É uma pena que eles não estão aqui, mas os fãs precisam aprender e ver que não são apenas esses. Há muita gente aí, muito talento, muito tênis e o esporte vai seguir, porque ele é o mais importante. Federer, Djokovic e Murray, ah e eu, preciso me incluir nisso, não seremos pra sempre", desabafou comentando inclusive um tema que já havia sido abordado na coletiva sobre a falta de público no torneio.