X

Pegos no anti-doping, espanhol e russo são suspensos por 2 anos

Sábado, 03 de maio 2014 às 14:29:39 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
A Federação Internacional de Tênis divulgou a decisão do tribunal arbitral do esporte, que condenou dois jovens tenistas a punição máxima de dois anos sem poder competir profissionalmente. Um espanhol de apenas 15 anos e um russo de 18 foram denunciados por uso de anabolizantes.

Tanto o espanhol Paco Climent Gregori, 1758º da ATP, quanto o russo Philipp Aleksanyan, sem ranking, foram pegos em exames de urina coletados no dia 8 de setembro de 2013, durante as disputas de um dos Futures 30 realizados em Madri, na Espanha.

Os testes pontuaram a presença de stanozolol, um esteroide anabolizante muito utilizado por fisiculturistas e pessoas em busca da rápida redução do percentual de gordura corpórea. A substância não trabalha diretamente na redução das gorduras, mas sim na promoção indireta da lipólise, que consiste em aumentar a massa muscular sem reter líquidos no corpo.

Apesar de permitido a fisiculturistas, o stanozolol está no livro de substâncias proibidas da WADA, Agência Mundial Anti-doping. No capítulo que especifica os esteroides.

Em própria defesa, os dois tenistas informaram no tribunal ter tido contato com a substância através de uma pílulas nutricionais que lhes foi dada por um farmacêutico com quem ambos haviam feito amizade em um clube de tênis. A argumentação foi rejeitada pelo tribunal, assim como a tentativa de colocar os dois no sistema de redução de pena ao assumirem a ingestão da substância.

Apesar de ser mais conhecido na versão injetável, o stanozolol também pode ser ingerido.

A pena dos atletas começou a ser contada em 5 de setembro do ano passado, data do inicio do Future onde eles foram pegos e suspensos preventivamente. Todos os prêmios e pontos adquiridos pelos atletas a partir deste período será removido.