X

Gaudio, Zeballos, Jaite e Chela jogam fut-tênis em Buenos Aires

Quinta, 21 de fevereiro 2013 às 09:55:32 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Ariane Ferreira - O ATP 250 de Buenos Aires, na Argentina, se destaca junto aos fãs de tênis por suas inúmeras atividades no extra-quadra, que muitas vezes atraem mais público que algumas partidas. Nesta quarta-feira, uma atividade que envolveu futebol e tênis, duas paixões locais, parou o "trânsito" nas ruas do Lawn Tenis Club.

Enquanto David Nalbandian e Carlos Berlocq lotavam a quadra central, o campeão de Roland Garros 2004, Gastón Gaudio, estava ao lado do recém-aposentado Juan Ignacio Chela, do algoz de Rafael Nadal no Chile, Horácio Zeballos, e do capitão argentino na Copa Davis, Martin Jaite, para jogarem uma partida de fut-tênis.

A atividade, promovida por uma das patrocinadoras do torneio, estava programada para acontecer na terça-feira, 19, com a participação de Gaudio e Chela com os espanhóis Juan Carlos Ferrero e Nicolas Almagro. Entretanto, a chuva adiou a partida.

O ATP que vinha sendo um fracasso de público, se comparado ao Brasil Open, recebeu grande número de torcedores em virtude do feriado nacional. Cercados por muitos fãs Guadio e Chela, dupla vencedora dos ATPs de Estoril e Viña Del Mar 2004, desafiou Jaite e Zeballos para uma disputa com direito a juiz de cadeira e coro de torcidas.

'El Gato' como é chamado Gastón em seu país, fez graça e arrasou nas embaixadas: "Olhe e aprenda", disse a Zeballos; "De que adianta vencer o Nadal se você não sabe o que é um gol", brincou. O campeão no Chile devolveu a jogada com um forte chute e a bola foi parar na torcida. "Posso jogar com raquete?", perguntou Horácio debochando de que há Zeballos demais no futebol.

Chela, famoso por fazer piada com tudo, foi praticamente o narrador da partida elogiando e principalmente cornetando os colegas. "Ainda bem que o Maradona foi jogar bola quando perdeu no par ou ímpar pra você", disse a Jaite, que retrucou: "Não te convoco mais", em referência a Davis.

Os argentinos se provocaram dentro das rivalidades do futebol local e Chela afirmou que sem ele "Messi não será campeão do mundo" e caiu na gargalhada junto com os torcedores.

Após o "jogo", aparentemente vencido por Chela e Gaudio, os argentinos atenderam a fãs, conversaram e deram conselhos. Um garoto, de mais ou menos 10 anos, perguntou a Gaudio: "posso ser como você e ganhar um slam?" e com seu conhecido humor Gastón respondeu sorrindo: "melhor ser diferente de mim e ganhar um Slam. Aquilo foi um acidente (risos). Se eu fosse você, jogaria como eu, pelo amor esporte".

Feliz com a foto e o autógrafo o garoto pode ouvir Chela debochar do amigo: "Essa é a coisa mais inteligente que você disse em anos".