X

Nadal: 'Trocaria Grand Slams por um joelho saudável'

Terça, 19 de fevereiro 2013 às 15:19:31 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Em entrevista concedida ao Diário Lance! logo após sua conquista do Brasil Open no domingo, Rafael Nadal, quinto do ranking, confessou que trocaria alguns títulos de Grand Slam para ter um joelho saudável. O mesmo o tirou das quadras por sete meses após Wimbledon 2012.

"Sim, não teria grande problema com isso (trocar Slams por um bom joelho). Os títulos de Grand Slam me fizeram feliz naqueles momentos. Neste momento, o que mais me faria feliz seria seguir competindo por todos os títulos que já conquistei no passado. Mas espero não ter de trocar nenhum. Espero apenas que o joelho vá por um bom caminho. É um objetivo que tenho e estou confiante na recuperação", disse Nadal após faturar seu 51º título, 37º no saibro.

Na entrevista, o repórter Fabio Aleixo perguntou se Rafa teria pensado em se aposentar durante a parada e ele foi firme: "Não, em nenhum momento".

Mesmo assim, ele deixou em aberto quando perguntado numa diminuição de jogos sobre o piso duro para evitar danificar o membro: "Não sei, não posso comentar coisas que podem acontecer no futuro. O futuro é voltar a competir, voltar a estar nas primeiras posições do ranking, das quais saí porque tenho muitos pontos a defender. O que planejo agora é estar bem do joelho e seguir competindo como fiz toda a vida".

Nadal também destacou a evolução em apenas duas semanas de competição, mas ainda é cauteloso para vencer os atuais três melhores do mundo: Roger Federer, Novak Djokovic e Andy Murray.

"Há duas semanas era impensável ganhar de Nalbandian (rival na final do Aberto do Brasil). Há três semanas era impensável fazer a final no Chile e ganhar um titulo. Três semanas depois já consegui tudo isso. Ganhar do Murray, Federer, Djokovic é impensável. Impensável não, improvável sim atualmente. Mas não se sabe o que pode acontecer em três semanas, em um mês. Já consegui isso (vencê-los) no passado. Se tudo vai bem, por que não posso repetir ?".