X

Insatisfeito com joelho, Nadal deixa no ar participação a final no Brasil Open

Sábado, 16 de fevereiro 2013 às 21:54:31 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Fabrizio Gallas - Rafael Nadal entrou na sala de imprensa do Ibirapuera com um semblante de insatisfação. A dor no joelho voltou a se intensificar, o espanhol minimizou suas chances contra David Nalbandian e até deixou no ar sua participação na final deste domingo.

Leia Mais:
Nadal leva susto, mas vence argentino e pega Nalbandian na final
Nalbandian destaca que final contra Nadal não tem favorito 'por condições muito ruins'
Nadal enaltece Nalbandian e joga pressão para o argentino

Siga o Tênis News

O espanhol número cinco do mundo e Rei do Saibro superou o argentino Martin Alund, lucky-loser número 111 do mundo, por 2 sets a 1 com parciais de 6/3 6/7 (7/2) 6/1: "Não joguei bem, nesta condições é difícil jogar bem para meu estilo de jogo, há poucas trocas de bolas e está me custando muito ter sensação de controle para poder atacar", disse o espanhol que comentou sobre as dores mais intensas no joelho esquerdo, que o tirou da quadra por sete meses até o retorno na semana passada, em Viña del Mar, no Chile.

"Hoje me doeu mais fo que nos outros dias, quando me dói assim não consigo me momovemtar bem", afirmou o espanhol que minimizou suas chances contra David Nalbandian, ex-top 3, atual 93º do mundo e que o venceu nos dois jogos realizados no piso coberto. No total são quatro triunfos em seis jogos para Rafa: "Não me vejo como favorito, as condições mais favoraveis ao David, eu sigo com dores e hoje o joelho não me respondeu bem. Fiscamente estou preparado para a final, me sinto bem. Só não sei se meu joelho está preparado. Espero que ele responda. Amanhã será um dia muito commplicado para mim", seguiu o tenista que fez dois jogos seguidos de três sets e vem com sete jogos de simples (e outros cinco de duplas) na bagagem nas duas últimas semanas.

Nadal deixou até no ar a hipótese de não entrar em quadra na final deste domingo, às 13h. Ele foi perguntado se havia risco de desistir da decisão e respondeu: "Espero que não haja (risco de não entrar em quadra). Vou ver se amanhã me levanto melhor das dores".

Apesar dos problemas, o dono de sete títulos em Roland Garros ressaltou seus bons resultados após tanto tempo de molho. Ele foi vice em Viña del Mar e agora está na decisão do Brasil Open: "O positivo é que com o joelho não tão bem consegui alcançar duas finais seguidas", disse: "Está uma recuperação mais demorada do que eu queria , mas não esqueci de jogar tênis, sigo com o trabalho e esforço, tenho que esperar que as coisas saíam bem pouco a pouco, tenho confiança no meu staff e em mim. É um trabalho de esforço gosto muito de competir e trabalhar".