X

Bellucci lamenta dia ruim e diz: 'É triste ser vaiado no meu país'

Quinta, 14 de fevereiro 2013 às 19:21:12 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Por Fabrizio Gallas - Thomaz Bellucci, número 35 do mundo, não economizou nas palavras ao se recriminar pela a atuação nesta quinta-feira onde foi facilmente batido pelo italiano Filippo Volandri, 88º colocado, por 6/3 6/2 nas oitavas de final do Brasil Open.

"Nada deu certo hoje, estava procurando meu jogo o tempo inteiro, mas não encontrava, estava frustrado dentro de quadra , estava esperando a bola chegar, tem dias que você dá tudo e não consegue, nada dá acerto", lamentou o número 1 do país que ano passado havia perdido nas semifinais para o mesmo tenista no evento jogado no Ginásio do Ibirapuera.

O que mais marcou a coletiva de imprensa foi a decepção de Bellucci com a torcida. Ele foi vaiado por boa partida das pessoas: "É triste ser vaiado aqui no Brasil. Eu dou tudo dentro de quadra, pra mim é difícil sair dela sendo vaiado, nunca tinha acontecido isso comigo, nem fora do país, às vezes as pessoas não valorizam nosso esporte", disse o brasileiro que admitiu sentir pressão por jogar em casa.

"Quando entro na quadra aqui no Brasil a pressão é grande, não é fácil pra mim e também para outros tenistas. Com a experiência e maturidade, vou ter mais tranquilidade e acho que vai fazer eu jogar melhor aqui".

Bellucci mostrou certa insatisfação com seu desempenho na temporada 2013 onde ainda não conseguiu vencer duas partidas consecutivas em simples: "Ainda não joguei meu melhor tênis esse ano, meu melhor tênis na Copa Davis contra o John Isner. Mas a vida do tenista é assim mesmo, tem que seguir trabalhando pra tentar recuperar meu melhor nível".