X

Brasil reforça foco nos detalhes para duelo contra Colômbia

Quarta, 04 de abril 2012 às 20:53:33 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Na véspera do sorteio que define nesta quinta-feira, às 12h, a ordem das partidas no confronto com a Colômbia pelo Zonal Americano I da Copa Davis no Harmonia Tênis Clube, em Rio Preto, a equipe brasileira passou a trabalhar mais os detalhes específicos de jogo.

O time usou treinos de fundamentos como o saque e trabalhando também a parte física dos jogadores.

“Nos dois últimos dias a gente passa a trabalhar muitos pontos específicos de cada um. São dois dias que temos que priorizar o descanso, a recuperação e aquela condição de o jogador sentir toda a força e energia para que tudo ocorra como a gente espera. Fica um treinamento baseado em situações de jogo e alguns detalhes a mais que a gente tira para trabalhar com cada jogador”, explica o capitão João Zwetsch.

Um dos pontos fortes da preparação brasileira é em relação aos saques, ponto forte para o confronto diante dos jogadores colombianos em uma quadra de saibro relativamente veloz devido à altitude de São José do Rio Preto.

“Todo dia a gente está treinando saque. Com um bom saque é meio caminho andado. Sempre depois do treino estou pegando um carrinho de bola e sacando para treinar e estar bem afiado para o jogo. Eu saco umas 50 ou 60 bolas depois do treino”, explica o número 1 brasileiro Thomaz Bellucci.

Para ajudar na preparação física o Brasil conta com o trabalho de Eduardo Faria, que tem a experiência de 20 edições da Copa Davis no currículo e faz a programação para evitar o desgaste físico excessivo dos atletas na semana dos jogos.

Copa Davis normalmente é um ajuste. É como um carro de corrida, você fica ajustando as coisas para os carros chegarem à pista. Aquilo que a gente tenta é ajustar e tirar o melhor de cada um nos dias que antecedem para eles chegarem à sexta-feira com toda a energia”, explica o preparador físico.

“A primeira coisa que você tem que elaborar é saber as condições climáticas do local, esse é um lugar bem atípico que é calor e varia muito a umidade relativa do ar. As condições de jogo começam a mudar, temos que prestar atenção à hidratação dos jogadores”, completa.

A equipe brasileira é formada pelos tenistas Thomaz Bellucci, João Souza, Bruno Soares e Marcelo Melo, além da comissão técnica que conta com o capitão João Zwetsch, o técnico Daniel Melo, o preparador físico Eduardo Faria, o fisioterapeuta Paulo Roberto Santos, o médico Gilbert Bang e o chefe de delegação Paulo Moriguti. Também estão na equipe os reservas Thiago Alves e Augusto Laranja e o juvenil Thiago Monteiro.