X

Murray exalta Lendl e sonha ser reconhecido como Federer, Nadal e Nole

Quarta, 08 de fevereiro 2012 às 11:23:01 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O britânico Andy Murray, número quatro do mundo, acredita que seu novo treinador, Ivan Lendl, já conseguiu fazer melhorar seu jogo. O escocês, que esteve perto da final do Australian Open, perdendo batalha de cinco sets para Novak Djokovic, iniciou o trabalho em dezembro.

"Passei cinco dias antes do Australian Open com o Ivan e acho que melhorei somente nestes dias. Agora vou gastar mais tempo com ele e trabalhar mais forte e é tudo o que posso fazer", disse o tenista que já faturou um título este ano, em Brisbane, e soma 22 canecos na carreira, nenhum de Grand Slam após três finais realizadas.

Lendl tem uma história parecida com Murray. Perdeu suas quatro primeiras finais de Slam, mas venceu oito no total de 19 jogadas.

"A reviravolta foi incrível e ele estava com dificuldades um ano antes. Esse é o detalhe. São pequenas margens de uma quebra, uma partida e não precisa ser em um Slam, mas sem a qualquer hora. Às vezes as coisas dão aquele clique e você consegue grandes melhorias e acredito que consegui isso na Austrália".

Murray também comentou sobre o domínio de Roger Federer e Rafael Nadal: "Tudo foi no passado, Federer e Nadal são os melhores de todos os tempos e Djokovic talvez teve o melhor ano de todos os tempos em 2011. Mas estamos em um novo ano e tudo que já aconteceu é irrelevante. Não digo que vou vencer 16 Grand Slams, mas se conseguir alguns vou ser lembrado nos mesmos moldes destes caras como tendo ganho Slams na mesma época que eles".