X

Tamanho não é documento para Henin

Sábado, 10 de junho 2006 às 12:14:19 AMT

Link Curto:

Henin - RG II

Por Gustavo Loio

Muitos experts em tênis garantem que ser alto é um passo importante para se tornar um grande jogador. Porém, casos não faltam para mostrar que toda regra tem exceção. No circuito feminino, por exemplo, a belga Justine Henin-Hardenne está aí para provar que nem sempre talento é proporcional à altura.

No alto de seu 1,67m (segundo o site da WTA), essa ex-número 1 do mundo destruiu as rivais que ousaram aparecer em sua frente. Curiosamente, ela, que ocupa a 5ª posição no Ranking da WTA, é a menor top-10 da atualidade. Se em altura Henin nunca alcançará Amelie Mauresmo (1,75m), Kim Clijsters (1,74m), Nadia Petrova (1,78m), Maria Sharapova (1,88m), Mary Pierce (1,78m), Lindsay Davenport (1,89m), Elena Dementieva (1,80m), Patty Schnyder (1,68m) e Svetlana Kuznetsova (1,74m), tênis ela já mostrou que tem de sobra para derrotar qualquer uma dessas ‘gigantes’.

A belga alcançou seu quinto título de Grand slam neste sábado. Além de vencer três vezes em Roland Garros (2003, 2005 e 2006) ela levantou o troféu no Aberto da Austrália (2004) e no US Open (2003).

Trajetória em Roland Garros

Fã da ex-profissional alemã Steffi Graf e treinada desde os 14 anos por Carlos Rodríguez, Henin sequer perdeu algum set em sete partidas neste ano no saibro francês. A vice-campeã Svetlana Kuznetsova, por sua vez, cedeu dois sets em sua trajetória até a final.

Portanto, Henin, que completou 24 anos no último dia 1º, não deu chances em Paris e, apesar da boa campanha de sua adversária, faturou o 25º título de sua brilhante carreira. Afinal, no tênis, nem sempre tamanho é documento...