X

Nadal afirma que não tem preferência de adversário numa possível final

Quarta, 07 de junho 2006 às 16:18:39 AMT

Link Curto:

Nadal - Barcelona 06 III
O número 2 do mundo, Rafael Nadal, concedeu entrevista coletiva após vencer o sérvio Novak Djokovic pelas quartas de final de Roland Garros. Após conseguir sua 58ª vitória seguida no saibro, o tenista da Ilha de Manacor duelará contra o croata Ivan Ljubicic (4) por uma vaga a final do 2º Grand Slam da temporada. Ele tenta conquistar o bicampeonato do torneio. A outra semifinal será entre o argentino David Nalbandian (3) e o número 1, Roger Federer.

"Rafa" se disse surpreso por seu advesário ter abandonado a partida no inicio do 3º set: "Fiquei surpreso.Talvez porque, apesar de alguns problemas no 2º set, ele estava jogando bem. Mas depois no 3º set percebi que seu serviço estava lento, então no 3º ponto ele pediu para parar". Nadal comentou sobre uma declaração sua de que estaria cansado, após o jogo das oitavas de final contra o australiano Lleyton Hewitt: "Não. Hoje não me senti cansado. Estive bem, mas perdi um pouco da concentração no 2º set por causa dos problemas dele".

O "toureiro" espanhol analisou o oponente e a partida: "Ele é um jovem tenista, muito agressivo, serve bem e tem um otimo forehand. Tenho certeza de que em alguns meses será um Top 10". Sobre a declaração de Djokovic de que estava com a partida sob controle até ter problemas, ele sorriu com irônia e disse: "Se ele disse, ok. Não preciso responder, mas ele teve problemas no 1º set também? Porque eu não lembro. Lembro que o quebrei e fiquei o tempo todo na frente no placar".

Com relação a seu próxima adversário ele lembra que tem boas recordações dos duelos diante de Ivan: "Em Madri fiz uma de minhas melhores apresentações ( Master Series de Madri, quando foi campeão sobre o croata por 3x2 de virada, em 2005). Foi muito especial ainda mais por ser em casa".

Sobre o outro confronto das semifinais entre Federer e Nalbandian, ele afirmou que o suiço é favorito por ser o número 1 do ranking, mas disse que o argentino também tem condições de ganhar.