X

Federer bate Djokovic e faz clássico contra Nadal na final

Sábado, 27 de novembro 2010 às 19:51:14 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
A temporada regular do circuito não poderia terminar com confronto melhor - a final dos sonhos entre Roger Federer x Rafael Nadal. Depois doi espanhol derrotar Andy Murray, Roger Federer garantiu sua vaga ao derrotar Novak Djokovic na parte da noite no ATP World Finals.

Leia Também:
Federer espera grande duelo contra Nadal, mas diz que espanhol é o melhor
Djokovic filosofa: 'A bola ouve Federer'

Veja como foi a vitória sobre Djokovic e o triunfo de Nadal sobre Murray!
Siga-nos no Twitter!

O suíço número dois do mundo precisou de 1h20min para bater o sérvio terceiro colocado por 2 sets a 0 com parciais de 6/1 6/4 nesta que foi sua 13ª vitória em 19 jogos contra o rival, a terceira consecutiva.

Federer buscará neste domingo às 15h30 seu 66º título em sua 94ª final e tentará o pentacampeonato do ATP World Finals para repetir os feitos de 2003, 2004, 2006 e 2007. Esta será sua sexta decisão na competição onde foi vice em 2005 (perdeu para David Nalbandian).

Pelo lado de Nadal, que demorou 3h11min para fazer 7/6 3/6 7/6 sobre Andy Murray, será a tentativa do título inédito na primeira final no torneio onde foi semifinalista em 2006 e 2007 perdendo ambas para Federer. O natural de Manacor busca o 44º caneco em sua 56ª final.

Federer e Nadal é o clássico atual do tênis. O suíço possui 16 Grand Slams e o espanhol nove. Nadal foi o primeiro e até único a desbancá-lo da liderança do ranking e tem um retrospecto total de 14 vitórias em 21 partidas. Neste ano apenas um encontro foi realizado e Nadal ganhou na final do Masters 1000 de Madri disputado no saibro.

Fim do jejum - Os dois quebram um jejum que perdura desde 1986, última vezque o líder e o vice-líder da ATP disputaram a decisão do torneio em vitória de Ivan Lendl sobre Boris Becker por um triplo 6/4.

O jogo

Federer teve total controle do primeiro set. Saiu quebrando com uma dupla-falta de Djokovic, abriu 3/0 e conseguiu nova quebra para fazer 5/1 e em apenas 32 minutos fechar por 6/1. Federer disparou 15 winners contra sete erros e Nole errou 12 bolas contra apenas cinco bolas vencedoras.

Na segunda etapa Nole aproveitou um vacilo de Federer para abrir 3/0, mas não aguentou a liderança por muito tempo permitindo o empate. Federer teve um 0/40 no sétimo game, mas Djokovic se safou contando com erros de Roger. Todavia no nono game não deu. Com uma ótima resposta de direita o campeão do Australian Open quebrou e finalizou o encontro sem sustos no saque: 6/4.

As campanhas de Federer e Nadal

O ATP Finals terá sua final de invictos. Rafael Nadal teve um caminho mais duro precisando vencer Andy Roddick de virada na estreia. Depois ganhou confiança e bateu em sets diretos Novak Djokovic e Tomas Berdych.

Federer, por sua vez, não perdeu sets para David Ferrer, Andy Murray e nem Robin Soderling, tenista que lhe deu mais trabalho ao levá-lo ao tie-break.