X

Murray dá aula em Soderling na abertura do ATP Finals

Domingo, 21 de novembro 2010 às 13:43:40 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
A torcida que lotou o O2 Arena de Londres não poderia ganhar presente melhor na abertura do ATP World Finals, torneio que reúne os oito melhores do ano. Andy Murray, tenista da casa, não deu chances ao sueco Robin Soderling no primeiro jogo válido pelo Grupo B.

Leia Também:
Becker nega negociação para treinar Murray
Escocês celebra vitória em 2 sets
Soderling elogia rival

O escocês de Dunblane, que perdeu a quarta posição para Soderling na última semana, precisou de 1h20min para vencer com parciais de 6/2 6/4.

Com o resultado, o vice-campeão do Australian Open fica na segunda posição do grupo por apenas um game atrás de Roger Federer no grupo que derrotou o espanhol David Ferrer por 6/1 6/4. Lembrando que o ATP Finals é o único torneio em que todos jogam contra todos na chave e os dois melhores passam às semifinais.

Este foi o quinto jogo entre os dois e o tira-teima. Murray havia perdido os dois últimos este ano e consegue seu primeiro triunfo de 2010.

O jogo

Murray conseguiu se adaptar melhor aos nervos e à quadra com o quique baixo porém lento da O2 Arena. Ele deu ótimas passadas e devoluções firmes para obter duas quebras e fazer 6/2 em apenas 28 minutos sobre um rival errático e até atônito que disparou apenas cinco winners contra 12 erros diante de quatro equívocos contra 14 bolas vencedoras do tenista local. Soderling não disparou nenhum ace na primeira etapa contra cinco do rival.

Soderling, que vinha embalado pelo título no Masters 1000 de Paris (França) há sete dias, teve sua única chance de quebra no sexto game após Andy jogar muito com o segundo saque (44% do primeiro serviço até então). Mas o jovem de 23 anos se salvou do único break contra com bom saque e depois conseguiu a quebra com dupla-falta do oponente. Soderling voltou a focar seu jogo nas subidas à rede e levou passadas fáceis de Murray que definiu o jogo com erro de revés de Robin: 6/4.

Incrível foi o número de subidas à rede e aproveitamento do sueco que não é voleador: 14 de 28.