X

Desastre! Brasil leva virada e está fora do Grupo Mundial

Domingo, 19 de setembro 2010 às 07:14:29 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Depois de abrir 2 a 0 na sexta-feira com vitórias espetaculares, o time brasileiro sucumbiu e levou a virada perdendo os dois jogos de simples neste domingo e ficando fora da sonhada vaga no Grupo Mundial da Copa Davis em 2011 com a queda por 3 a 2 para Índia em Chennai.

O dia começou com o indício do que seria. Thomaz Bellucci, 27º do mundo e favorito no quarto jogo, sentiu problemas respiratórios e abandonou quando perdia 7/6 4/0 para Somdev Devvarman, 113 do ranking. Restou no colo de Ricardo Mello, 75º, a decisão no quinto jogo, mas o número 2 do Brasil não resistiu a Rohan Bopanna, apenas 479 do mundo - 213 seu melhor ranking de simples - caindo por 6/3 7/6 (7/2) 6/3 em 2h01min de partida.

O Brasil bate na trave pelo quinto ano consecutivo perdendo nos Playoffs do Grupo Mundial e adia por mais um ano o sonho de voltar à elite, algo que não acontece desde 2003 quando perdemos para a Suécia na primeira rodada e depois pro Canadá na repescagem. Teremos que jogar o Zonal Americano mais uma vez com confronto provavelmente em maio.

O jogo

Mello não conseguiu achar o bom ritmo no fundo com o jogo acelerado e potente do rival. Com uma dupla-falta, o campineiro perdeu o saque no quarto game e viu Bopanna marcar 4/1 e com confiança fechar com winner de direita por 6/3 em 34 minutos.

Mello conseguiu melhorar e conduzir bem no saque a segunda etapa. Ele teve sua chance no 5/4 e saque do rival com dois set-points, mas cometeu erro não-forçado quando não podia e Bopanna encaixou winner. O tenista da casa ganhou confiança, levou ao tie-break e aproveitou erros do brasileiro para fechar por 7/6 (7/2) após 48 minutos.

Na terceira etapa Bopanna deu um show no saque e aproveitou para arriscar na devolução.Deu certo. Ele forçou o erro do brasileiro e abriu vantagem de 4/1. Mello lutou e teve três breaks no sétimo game, mas bobeou novamente no 30/40 com uma passada na mão e erro ao tentar jogar em cima do rival. Bopanna não perdoou, marcou 5/2 e fechou a contagem por 6/3.