X

Mello destaca pensamento positivo na virada

Sexta, 17 de setembro 2010 às 15:46:15 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O Brasil está a uma vitória do Grupo Mundial da Copa Davis. Em Chennai, nesta sexta-feira, o país saiu na frente com Thomaz Bellucci vencendo batalha de mais de quatro horas, e anotou o segundo ponto logo em seguida com Ricardo Mello, que também precisou de cinco sets e mais de quatro horas para derrotar o indiano Somdev Devvarman por 4/6 6/2 6/7(3) 6/2 e 6/4, no SDAT Tennis Center.

A vitória deixa o Brasil com 2 a 0 de vantagem sobre a Índia, e deixa o país a uma vitória de voltar ao Grupo Mundial depois de sete anos. A primeira chance é neste sábado, com Bruno Soares e Marcelo Melo jogando duplas contra Leander Paes e Mahesh Bhupathi, à partir das 6h30. No domingo, dois jogos de simples fecham o confronto.

De volta ao grupo brasileiro da Copa Davis depois de três anos, Ricardo Mello comemorou o retorno e a importante vitória desta sexta-feira. "Eu já esperava um jogo de longos pontos e foi isso que aconteceu. Tirando os três primeiros games, que ele ganhou com facilidade, todos os pontos foram duríssimos. Perdi um terceiro set duro, mas eu continuei no jogo, no quarto set consegui uma quebra, isso me animou bastante e eu tratei de continuar jogando bastante agressivo, e consegui essa boa vantagem para o Brasil", disse Mello, que durante toda a partida se mostrou seguro, mesmo quando abaixo no placar.

Mello também disse que ficou feliz de retornar ao grupo brasileiro da Davis. "No circuito normal nós viajamos sozinhos ou junto com o técnico. Aqui você tem certeza de que tem um monte de gente torcendo por você ali, e a cada jogo você acaba se doando mais, tem a ajuda da equipe ali do lado, e isso te leva a se doar até o fim", disse ele.

Sobre a Índia, Mello disse ter sido muito bem tratado no país desde o primeiro momento. "No Brasil, eu tratei de falar um pouco de como era o país, nunca foi minha intenção atacar a Índia ou qualquer coisa do tipo. Todas as vezes que eu vim pra cá fui muito bem recebido, e dessa vez não foi diferente. Os indianos sempre nos trataram com muito carinho, espero que seja sempre assim de ambas as partes", disse o brasileiro, que pode ter a responsabilidade de decidir o confronto no quinto jogo.

"Se precisar jogar o último jogo espero estar pronto. Mas seria muito bom se o confronto fosse decidido o quanto antes. Se precisarem de mim, vou me preparar pra fazer o melhor", concluiu Mello.