X

Bellucci salva 3 match-points, vira batalha no 1º jogo contra a Índia

Sexta, 17 de setembro 2010 às 07:41:35 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Thomaz Bellucci conquistou, nesta sexta-feira, sua maior vitória na Copa Davis e, após batalha de 4h28min, deu o primeiro ponto ao Brasil no duelo contra a Índia, fora de casa em Chennai, que vale uma vaga para o Grupo Mundial em 2011 que não disputamos desde 2003.

Bellucci, 27º do mundo, precisou de muita raça para salvar diversas situações adversas, incluindo o extremo de três match-points diante do número 2 do time da casa, Rohan Bopanna, apenas 479º em simples, mas que vinha embalado pelo vice-campeonato de duplas do US Open no último final de semana. O placar ficou em 6/7 (7/2) 7/6 (9/7) 7/5 4/6 10/8.

Bellucci conquista sua sétima vitória em 12 jogos de Copa Davis, a terceira em partidas semser amistosas e o primeiro triunfo em uma quadra rápida na competição (duas outras haviam sido contra o Uruguai, em maio, e Colômbia no ano passado).

O Brasil fechou o primeiro dia com 2 a 0 na frente após o triunfo de ricardo Mello por 3 sets a 2 sobre somdev Devvarman. Resta um triunfo nos próximos três jogos levar-nos de volta à elite do tênis mundial em 2011.

O jogo

Bellucci não fez uma boa primeira parcial. Teve que salvar dois breaks ao longo dela e não produziu nenhuma oportunidade na devolução. Mesmo segurando a onda no servio chegou na hora da decisão, o tie-break, e falhou com duas duplas-faltas e erros não-forçados. Bopanna aproveitou, encaixou dois aces, abriu 6 a 2 e com erro na devolução do brasileiro fechou em 49 minutos por 7/6 (7/2). Foram 19 erros de Bellucci contra 10 de Bopanna e menor número de winners, 13 a 12.

Bopanna largou a 2ª etapa animado conseguindo uma quebra, mas Bellucci tratou de igualar o encontro. O brasileiro mostrava ansiedade nas trocas de fundo, sobretudo na devolução, e por isso não contruía chances. Mas no 5/4 e saque do rival ele teve um set-point, todavia jogou revés na rede. Bopanna então confirmou e teve três breaks no 5/5, mas o brasileiro se safou. No tie-break novamente Bellucci não jogou bem, se viu com 6 a 3 abaixo, mas salvou três set-points com audácia através de winners, viu o rival errar voleio e depois despachou ótimo saque para finalizar por 7/6 (9/7) após 1h04min.

Na terceira etapa o paulista largou de forma segura, foi pra cima, quebrou no primeiro game e abriu 2/0. Ele foi conduzindo a parcial muito bem no saque despachando ao todo sete aces com 17 winners e 13 erros não-forçados. Na hora de fechar no 5/4, Bellucci se afobou nos set-points e levou a quebra com erros. Mas ele nãose abateu e com boa resposta voltou a quebrar e dessa vez fechou o set por 7/5, em 49 minutos, com linda deixada.

No quarto set Bopanna sacou demais com 64% de aproveitamento despachanco sete aces e não dando chances para Thomaz na devolução. O indiano foi ganhando confiança no fundo e o brasileiro confirmando sem sustos até o décimo game. O tenista da casa tomou uma postura ofensiva, foi pra cima, encaixou winners, abriu 0/30 e viu Thomaz igualar. Mas Bellucci então vacilou, tinha deslocado o rival no fundo, mas tentou uma deixada que mal chegou na rede. Bopanna ganhou o set-point e soltou a pancada na devolução fechando a parcial por 6/4 em 33 minutos.

No último set Thomaz largou bem se aproveitando de equívocos do oponente e conseguiu umaquebra no primeiro game, mas bobeou, e levou quatro games de Bopanna tentando deixadas pífias que nem na rede iam. Demonstrando muito cansaço, Bellucci parecia batido enquanto o rival demonstrava confiança indo pra cima.Bopanna teve três match-points no oitavo game no serviço do paulista de Tietê que se salvou e buscou a virada contando com alguns erros de Rohan. Thomaz conquistou o empate e o jogo foi seguindo sem quebras até Bellucci apertar na devolução no 8/8 e contar com bola fora de Bopanna para quebrar e em seguida confirmar: 10/8 e Bellucci desabou no chão ao celebrar o triunfo.