X

Imprensa mundial ''endeusa'' conquista de Nadal

Terça, 14 de setembro 2010 às 16:12:27 AMT

Link Curto:

Nadal - Wimbledon 10 VIII
Após a conquista do único Grand Slam que faltava em sua carreira, quando bateu o sérvio Novak Djokovic na final do US Open(Estados Unidos), nesta segunda, o espanhol Rafael Nadal, número 1 do mundo, teve sua façanha destacada pelos principais meios da imprensa espanhola e mundial.

O diário Marca, da Espanha, definiu o tenista de Mallorca como ''O melhor da história'', não deixando de cutucar seu maior rival, o suíço Roger Federer, quando disse que Nadal alcançou o feito com menos idade e que tem um ouro olímpico em simples, conquistado em Pequim 2008.

Outro jornal espanhol, o AS, principal concorrente do Marca, foi mais longe. Com as frases ''Nadal é imortal'' e ''Agora, Nadal é superior a tudo e a todos'', o periódico exaltou de forma emblemática o feito do jogador, que também venceu Roland Garros e Wimbledon nesta temporada.

Menos ufanista e com uma manchete mais séria, o El País, também da Espanha, simbolizou o título de Nadal com a seguinte frase. ''Nadal deixa a cidade que nunca dorme com o mais agradável sonho possível de um atleta: campeão, um mito e agora uma verdadeira lenda''.

Mas não foram apenas os jornais espanhóis que destacaram o triunfo de Rafa. O italiano La Gazzetta dello Sport, em sua página na internet, citou o ''ressurgimento de Nadal'', dizendo ''E pensar que depois do ano passado, ao perder Roland Garros e com problemas nos joelhos, tudo estava acabado''.

Outro meio que não esqueceu o espanhol foi o Sports Illustrated, que dificilmente valoriza o tênis quando não se tem mais americanos na disputa. Na coluna do comentarista Jon Werthein, o destaque é o comentário ''Rafael Nadal, você está começando a nos assustar''.