X

Brasileiros são melhores. Mas ranking não conta, diz capitão da Índia

Terça, 14 de setembro 2010 às 10:00:56 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O capitão da Índia na Copa Davis, Shiv-Prakash Misra, falou, em Chennai, sede do confronto diante do Brasil entre os dias 17 e 19 de setembro, sobre a escolha da cidade, o clima local e a equipe brasileira, que desde sábado treina para os Play-Offs do Grupo Mundial. Foto: Marcelo Ruschel / POAPress

O simpático Misra, que participou da campanha indiana que eliminou o Brasil nas semifinais da Copa Davis de 1966, em Calcutá (IND), afirmou que a escolha de Chennai se deu principalmente pelo clima, para que a equipe brasileira sinta dificuldades com o calor e a umidade. "Nós escolhemos esta cidade justamente para que vocês não gostassem do clima", brincou ele, que depois consertou. "Estamos em época de chuvas. Acredito que na sexta-feira vocês estarão mais adaptados e o clima estará mais ameno", completou.

Sobre a equipe, com 3 duplistas de origem e apenas um especialista de simples, Misra espera que Rohan Bopanna, finalista de duplas do US Open, se adapte rapidamente ao jogo de simples, e ajude o país a tirar pontos dos brasileiros, melhores ranqueados e mais habituados a partidas desta categoria.

"Os jogadores de simples serão Somdev Devvarman e Rohan Bopanna, e os duplistas Leander Paes e Mahesh Bupathi. No papel, os brasileiros estão bem melhores ranqueados do que nosso time, mas a Copa Davis envolve muito mais do que isso. O que pode fazer a diferença a nosso favor é o desempenho de Bopanna em simples. Acredito que o confronto será decidido no terceiro dia", apostou.

O capitão indiano ainda relembrou o confronto de 1966, quando os indianos venceram o Brasil por 3 a 2 em Calcutá, com Thomaz Koch cedendo o ponto decisivo para Ramanathan Krishnan com incríveis 3/6 6/4 10/12 7/5 e 6/2. Na época, Misra era o quarto jogador da equipe, vice-campeã da competição naquele ano, mas não chegou a jogar contra o Brasil.

"As coisas mudaram muito desde então. Quando jogávamos a Copa Davis, era um torneio muito amigável, nós viajávamos bastante, o jogo mutio bastante, a mídia também. Mas sempre será um torneio importante para os países, assim como para os jogadores".

O capitão indiano também reconheceu que pouco sabe sobre os jogadores brasileiros, e citou Bellucci. "Nós sabemos muito pouco sobre a equipe brasileira, o pouco que sabemos vimos pela TV. Bellucci é um jogador muito perigoso, e que tem bons golpes. Vamos nos preparar bem para o confronto, esperamos vencer. Mas queremos também que os brasileiros tenham uma boa estadia", completou.