X

Djokovic salva 2 match-points, acaba com tabu contra Federer e pega Nadal

Sábado, 11 de setembro 2010 às 19:58:14 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
E Novak Djokovic finalmente acabou com o carma de sempre perder para Roger Federer no US Open e em uma batalha incrível, de 3h43min, onde salvou dois match-points, superou o suíço para se classificar à final deste domingo, às 17h30, contra Rafael Nadal.

O Arthur Ashe Stadium, lotado com 23 mil pessoas, presenciou o melhor do jogo torneio até aqui e Nole venceu Federer pela primeira vez após três derrotas seguidas (2007 na final; 2008 e 2009 na semi) por 3 sets a 2 com parciais de 5/7 6/1 5/7 6/2 7/5.

Todos esperavam a final entre Roger Federer e Rafael Nadal,mas o "intruso" Djokovic conseguiu sua vaga e tentará seu primeiro título em sua segunda final em Nova York. Nole, como é chamado, também tenta seu segundo Grand Slam na carreira para repetir o feito do Australian Open de 2008 quando bateu Federer nasemi e superou o então desconhecido Jo-Wilfried Tsonga na decisão.

Djokovic enfrentará o espanhol Rafael Nadal que joga sua primeira final no Aberto dos Estados Unidos - Nadal superou o russo Mikhail Youzhny na semi.

O retrospecto mostra vantagemde 14 a 7 para o espanhol no confronto geral, mas no piso rápido o natural de Belgrado lidera por 7 a 3 tendo vencido as últimas quatro.

O jogo

Federer esteve bastante agressivo no 1º set disparando 17 winners contra 14 erros, mas se viu em perigo quando Djokovic teve duas chances de quebrar no segundo game e converteu no sexto parafazer 4/2. Mas o sérvio bobeou, cometeu duplas-faltas, erro não forçado e Federer encaixou swing-volley vencedor para devoler a desvantagem e começar a ganhar terreno. Ele aproveitou outra chance com três erros de Nole no 5/5 e fechou por 7/5 após 51 minutos.

O natural da Basileia caiu absurdamente de nível na segunda etapa. Levou uma quebra no segundo game e não se encontrou mais com os golpes de fundo e o bom saque. Federer cometeu 10 erros não-forçados e encaixou apenas dois winners perdendo a parcial por 6/1 em apenas 26 minutos com backhand na rede. O primeiro saque entrou apenas 40%.Em contra-partida Djokovic foi mais regular, cometeu quatro erros e deu cinco bolas vencedoras.

Na terceira etapa Djokovic manteve a postura mais cadenciada enquanto que Federer seguiu errando, mas controlou melhor o saque. O jogo foi seguindo sem chances pros rivais com Noledestemperado ao bater na cabeça com raquete após erro bobo. No 12º game, Federer tinha 6/5 e partiu pra cima e com direitas potentes quebrou Nole para fechar por 7/5 após 48 minutos.

Federer sacou 68% do 1º saque na quarta etapa, mas cometeu 11 erros e acabou levando duas quebras, uma com passada no terceiro game e outra com subida ruim do suíço àrede no quinto. Djokovic abriu 5/1 e fechou por 6/2, em 31 minutos, com winner de direita cruzado contabilizando oito bolas vencedoras e oito equívocos.

No quinto set os dois elevaram o nível e os games foram mais apertados dando uma incrível emoção ao encontro. Federer custou aconfirmar no 3/3 após oito chances. No seguinte teve 15/30, mas cometeu erros dando o empate ao rival. No 5/4 o suío se viu com dois match-points, mas jogou de forma prudente. Djokovic foi mais agressivo e com dois winners sesalvou a confirmou. No game seguinte, Nole foi pra cima, contou com dois erros de Roger e conseguiu a quebra. A torcida então se inflamou ao ver Federer abrir 0/30 no 6/5 pro sérvio, mas o suíço nãoconseguiu se impôr e Djokovic foi pra cima, virou o game e encerrou com mais um equívoco de Federer. Nole então não acreditou no triunfo, beijou a quadra e teve poucas forças para vibrar.