X

Nadal diminui festa de papai e faz clássico espanhol nas 8ªs

Domingo, 05 de setembro 2010 às 18:09:05 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Rafael Nadal, número 1 do mundo, não deu sopa pro azar e superou o francês Gilles Simon, 42º colocado e que se tornou pai pela primeira vez na última semana, na terceira rodada do US Open, quarto Grand Slam do ano, na tarde deste domingo.

Leia Também:
Blog - Tudo conspira a favor
Nadal: 'Estou jogando cada vez melhor'
Simon contente com derrota para Nadal

O espanhol de 24 anos, que persegue seu nono título de Major e o único Slam que ainda não possui no currículo - venceu 5 Roland Garros, 2 Wimbledon e 1 Australian Open - marcou 6/4 6/4 6/2 neste que foi seu jogo mais rápido do torneio até aqui.

Este foi o quinto jogo entre os dois e Rafa possui quatro vitórias e apenas uma queda. Ele buscará vaga nas quartas de final contra o espanhol Feliciano Lopez, 25º do mundo, que contou com o abandono do ucraniano Sergiy Stakhovsky quando vencia por 6/3 4/0.

Os dois amigos jogaram sete vezes no circuito e Nadal venceu cinco. Mas Lopez levou a melhor no último encontro nagrama de Queen´s (Londres, Inglaterra) em junho.

O jogo

Diferentemente dos dois primeiros jogos em que os oponentes atacavam muito, Nadal teve um adversário que trocamais bolas e tem como ponto forte o contra-ataque. Por isso, o jogo apresentou mais disputa na linha de base, mas o natural de Manacor se sobressaiu com 30 winners contra 32 erros diante de 17 bolas vencedoras e 41 equívocos de Gilles.

Um primeiro set agressivo de Nadal sobretudo no forehand. Ele foi mais eficiente nas trocas de fundo mesmo com os 12 winners e 13 erros não-forçados (contra 10 winners e 15 equívocos de Simon) e conseguiu uma quebra para abrir 3/1 e sustentar a vantagem o tempo todo até fechar em gameonde tinha 0/30, mas serviu bem: 6/4 em 47 minutos.

O segundo set foi mais ou menos parecido. Nadal continuou sacando bem, não deu nenhuma oportunidade ao oponente e conseguiu sua quebra no sétimo game com dois equívocos de Simon que acabou fazendo apenas seis winners contra 12 erros (Nadal ficou no 8 a 8). O espanhol conduziu bem até repetir o placar da parcial anterior em 36 minutos.